Site de encontros extraconjugais promete desconto a usuários caso Aécio se eleja

Por Bárbara Libório - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Estratégia da rede social visa impulsionar a campanha do candidato tucano; prática é comum em outros países

Reprodução
Site de encontros extraconjugais AshleyMadison.com

O site de encontro extraconjugais AshleyMadison, que se propõe a conectar pessoas comprometidas que queiram conhecer pessoas fora de seus relacionamentos, oferecerá desconto de 40% aos usuários caso o candidato Aécio Neves (PSDB) seja eleito presidente neste domingo (26).

"Acreditamos que o desconto seja uma forma de impulsionar a campanha de Aécio, candidato o qual a AshleyMadison apoia publicamente, como é de costume fazermos também em outros países", explica Eduardo Borges, responsável pela operação brasileira do site.

Leia mais: Aécio é mudança como Obama, diz jovem com camiseta "Uai, we can"

Nas últimas pesquisas eleitorais, o tucano apareceu atrás da candidata Dilma Rousseff (PT). O levantamento do Datafolha, divulgado no último sábado (25), indicou empate no limite da margem de erro: Dilma com 52% e Aécio com 48%.

O site de relacionamento tem mais de 2 milhões de usuários cadastrados no Brasil. No ar desde 2002, a rede está em 24 países e tem quase 30 milhões de usuários. 

Segundo Borges, em caso de vitória de Aécio, os usuários poderão solicitar o desconto na compra de créditos por e-mail caso ele não apareça automaticamente no sistema. Os créditos são utilizados para que os internautas possam iniciar conversas uns com os outros. 

Crianças acompanham o pai e fogem das votos em local de votação em Belo Horizonte. Foto: Andre Penner/APEm clima de Fla x Flu, eleitores fazem campanha na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. Foto: Nina Ramos/iGEm clima de Fla x Flu, eleitores fazem campanha na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. Foto: Nina Ramos/iGHomem passa por rua repleta de santinhos em Fortaleza, no Ceará. Camilo (PT) e Eunício (PMDB) disputam o segundo turno para o governo estadual. Foto: Marcelo Camargo/ABr Por conta das eleições, praias cariocas ficaram vazias neste domingo. Foto: Nina Ramos/iG RioMulher carrega bandeira para Dilma Rousseff pelas ruas do Rio de Janeiro neste domingo de votação . Foto: Pilar Olivares/ReutersMulher faz festa depois de votar em escola na Ceilândia, em Brasília. Foto: Eraldo Peres/APSoldado reforça a segurança em colégio eleitoral na Favela da Maré, no Rio de Janeiro, no segundo turno das eleições. Foto: Leo Correa/APExército também vai às ruas em Fortaleza. No Ceará, além da votação para presidente, há disputa de 2º turno entre Camilo (PT) e Eunício (PMDB) para o governo . Foto: Marcelo Camargo/ABr Eleitora procura sua seção em colégio eleitoral no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva / Agência BrasilMulher anota números de candidatos na mão de outra em colégio eleitoral na Rocinha, no Rio de Janeiro. Foto: Silvia Izquierdo/APEleitora deficiente visual leva seu cão-guia para seção de votação neste domingo em Belo Horizonte, Minas Gerais. Foto: Sergio Moraes/ReutersEleitor Gabriel Takemoto, 24 anos, vota com camiseta de Sergio K em apoio a Aecio Neves nesta manhã em São Paulo. Foto: Vitor Sorano/iGEleitor exibe seu título no Colégio Otoniel Motta, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Foto: Piton/Futura PressIdosa vota na manhã deste domingo em faculdade em São Paulo. Foto: Leonardo Benassatto/Futura PressAglomeração no maior colégio eleitoral de Natal no momento da abertura das urnas neste domingo, segundo turno das eleições no Brasil. Foto: Agência BrasilHomem leva criança para votação na Rocinha, no Rio de Janeiro. Foto: Silvia Izquierdo/APEleitor usa camisa do Flamengo na votação do segundo turno das eleições no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Foto: Leo Correa/APFila de eleitores logo pela manhã deste domingo na Favela da Maré, no Rio de Janeiro. Foto: Leo Correa/APFila de eleitores também na Rocinha, no Rio de Janeiro. Foto: Pilar Olivares/ReutersSantinhos são espalhados pelo chão da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Os eleitores cariocas votam para presidente e para governador neste segundo turno . Foto: Pilar Olivares/Reuters


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas