Número de urnas substituídas em 2014 já é maior que em 2010

Por Wilson Lima - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em balanço atualizado do TSE, segundo turno segue com 2.231 urnas substituídas e apenas uma foi trocada por voto manual

Reuters/BBC
Até as 12h30, 1.733 urnas haviam sido substituídas por problemas durante a votação


Filas, santinhos e segurança reforçada. Veja o clima da votação do 2º turno

O número de urnas substituídas até as 15h20 do segundo turno das eleições de 2014 já é superior ao total de urnas que tiveram problemas durante toda a eleição de 2010. Os dados foram atualizados no meio da tarde deste domingo (26) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

"Foram as eleições mais tranquilas dos últimos tempos", diz presidente do TSE

Conforme os dados do TSE, já ocorreram 2.231 substituições de urnas. Durante as nove horas de votação em todo o Brasil do segundo turno de 2010, ocorreram 1.609 substituições.

Em uma seção eleitoral na zona sul de São Paulo, uma urna teve de ser substituída por votação manual. Até o momento é o único caso dessa ocorrência no Estado.

O Estado do Rio de Janeiro registrava o maior número de troca de urnas conforme o terceiro boletim parcial do TSE (do início da tarde), com 340 trocas. São Paulo é o estado com o segundo maior número de urnas substituídas: 274, seguido de Rio Grande do Sul, com 204. Minas tem 143 urnas substituídas

Em Minas Gerais, 118 urnas foram trocadas, uma delas após ser incendiada no município de Porterinhas (MG). No Acre, houve o menor número de substituições: apenas três.

MAIS: Candidatos e políticos votam no segundo turno. Veja fotos

Aécio Neves vota em Belo Horizonte ao lado da mulher Letícia Weber por volta de 10h30 da manhã deste domingo. Foto: Sergio Moraes/ReutersDilma Rousseff vota na manhã deste domingo em Porto Alegre por volta de 8h40 da manhã. Foto: Felipe Dana/APDilma Rousseff, presidente e candidata à reeleição, bebe chimarrão antes de votar na manhã deste domingo em Porto Alegre. Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Depois de votar, Aécio Neves, que disputa a Presidência pelo PSDB, faz pose com seu número para os fotógrafos. Foto: Valter Campanato/ABrAécio registra seu voto e posa para fotos com mesária em sua seção de votação em Belo Horizonte. Foto: Andre Penner/APAinda bebendo chimarrão, Dilma Rousseff exibe comprovante de votação. Foto: Felipe Dana/ APDilma ganha beijo de Tarso Genro, que disputa o segundo turno do governo do Rio Grande do Sul, em colégio eleitoral. Foto: Ichiro Guerra/Dilma 13Aécio posta foto em seu Instagram ao lado da mulher Letícia no caminho para votação deste domingo. Foto: Instagram/aecionevesoficialDepois da votação, Dilma brinca com o neto Gabriel em Porto Alegre. Foto: Edison Vara/ReutersDepois de votar em Porto Alegre, Dilma Rousseff embarca em avião da FAB e vai para Brasília, de onde irá acompanhar a apuração. Foto: Felipe Dana/APAécio faz festa com eleitores depois de votar em Belo Horizonte na manhã deste domingo. Foto: Washington Alves/ReutersAécio dá entrevista coletiva em Belo Horizonte depois de votação. Mais uma vez, Letícia, mulher do candidato, acompanha o político . Foto: Twitter/Aecio nevesDilma é abraçada por eleitora que a esperava na casa de Tarso Genro, candidato ao governo do Rio Grande do Sul pelo PT. Foto: Edison Vara/ReutersAntes de votar, Dilma Rousseff tomou um café da manhã com políticos do PT em Porto Alegre. Tarso Genro, que concorre ao governo do RS, estava presente. Foto: Fernando Teixeira/Futura PressMarina Silva posa ao lado de familiares antes de votação. Ela chegou a Rio Branco, no Acre, na noite de sexta-feira. Foto: Facebook/Marina SilvaMarina Silva, que concorreu à Presidência pelo PSB e agora apoia Aécio Neves no segundo turno, vota em Rio Branco, no Acre. Foto: Facebook/Marina SilvaEx-presidente Lula vota na Escola Estadual José Firmino Correia De Araújo em São Bernardo do Campo, em São Paulo. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressLula conversa com eleitores em seu colégio eleitoral em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Foto: Nelson Antoine/APEx-presidente Fernando Henrique Cardoso vota em São Paulo, no bairro de Higienópolis. Foto: Vitor Sorano/iGMichel Temer, candidato a vice na chapa de Dilma Rousseff, vota logo pela manhã em São Paulo. Foto: Ana Flávia Oliveira/iG São PauloMichel Temer, vice na chapa de Dilma Rousseff para presidência, vota nesta manhã em São Paulo. Foto: Ana Flávia Oliveira/iG São Paulo

Dentro do esperado

Apesar do aumento da quantidade de urnas trocadas, o presidente do TSE , Dias Toffoli, afirmou que a substituição delas está dentro do patamar esperado pela Justiça Eleitoral. “Existem casos ocasionais, pontuais, mas não são suficiente para que se diga que há alguma falha na organização da eleição”, disse Toffoli.

“Todo equipamento tem um desgaste natural”, analisou o ministro informando que a Justiça Eleitoral vai, no futuro, licitar novos equipamentos para a substituição das urnas que apresentaram problemas.

Há 61.438 urnas de contingência para a substituição de aparelhos com problemas.

Segundo o novo balanço do TSE, 147 pessoas pessoas foram presas, 65 delas por fazerem boca de urna.

* Com informações da Agência Brasil

Leia tudo sobre: eleições 2014tse

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas