Homem é morto em local de votação no Rio Grande do Norte

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com o TRE, polícia supõe que houve um acerto de contas por problemas de drogas; a sessão foi reaberta às 11h

Agência Brasil

Agência Brasil
Aglomeração no maior colégio eleitoral de Natal no momento da abertura das urnas neste domingo, segundo turno das eleições no Brasil

Um homem foi morto na manhã deste domingo (26) dentro de um local de votação do município de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado, o local já estava aberto à votação, mas a motivação do crime não foi eleitoral.

De acordo com o TRE, a polícia supõe que houve um acerto de contas por problemas envolvendo drogas.

Leia também: Em três horas, 1,1 mil urnas eletrônicas já foram substituídas no Brasil

O crime ocorreu por volta das 9h na Escola Celina Guimarães, no bairro de Paredões, onde funcionam nove seções. De acordo com o TRE, somente foi suspenso o funcionamento da seção onde ocorreu o crime, para a realização de perícia. O corpo já foi retirado do local, mas a seção não foi reaberta porque o local está em serviço de limpeza. Nas outras seções, o funcionamento é normal.

MAIS: Filas, santinhos e segurança reforçada. Veja o clima da votação do 2º turno

Crianças acompanham o pai e fogem das votos em local de votação em Belo Horizonte. Foto: Andre Penner/APHomem passa por rua repleta de santinhos em Fortaleza, no Ceará. Camilo (PT) e Eunício (PMDB) disputam o segundo turno para o governo estadual. Foto: Marcelo Camargo/ABr Por conta das eleições, praias cariocas ficaram vazias neste domingo. Foto: Nina Ramos/iG RioMulher carrega bandeira para Dilma Rousseff pelas ruas do Rio de Janeiro neste domingo de votação . Foto: Pilar Olivares/ReutersMulher faz festa depois de votar em escola na Ceilândia, em Brasília. Foto: Eraldo Peres/APSoldado reforça a segurança em colégio eleitoral na Favela da Maré, no Rio de Janeiro, no segundo turno das eleições. Foto: Leo Correa/APExército também vai às ruas em Fortaleza. No Ceará, além da votação para presidente, há disputa de 2º turno entre Camilo (PT) e Eunício (PMDB) para o governo . Foto: Marcelo Camargo/ABr Eleitora procura sua seção em colégio eleitoral no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva / Agência BrasilMulher anota números de candidatos na mão de outra em colégio eleitoral na Rocinha, no Rio de Janeiro. Foto: Silvia Izquierdo/APEleitora deficiente visual leva seu cão-guia para seção de votação neste domingo em Belo Horizonte, Minas Gerais. Foto: Sergio Moraes/ReutersEleitor Gabriel Takemoto, 24 anos, vota com camiseta de Sergio K em apoio a Aecio Neves nesta manhã em São Paulo. Foto: Vitor Sorano/iGEleitor exibe seu título no Colégio Otoniel Motta, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Foto: Piton/Futura PressIdosa vota na manhã deste domingo em faculdade em São Paulo. Foto: Leonardo Benassatto/Futura PressAglomeração no maior colégio eleitoral de Natal no momento da abertura das urnas neste domingo, segundo turno das eleições no Brasil. Foto: Agência BrasilHomem leva criança para votação na Rocinha, no Rio de Janeiro. Foto: Silvia Izquierdo/APEleitor usa camisa do Flamengo na votação do segundo turno das eleições no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Foto: Leo Correa/APFila de eleitores logo pela manhã deste domingo na Favela da Maré, no Rio de Janeiro. Foto: Leo Correa/APFila de eleitores também na Rocinha, no Rio de Janeiro. Foto: Pilar Olivares/ReutersSantinhos são espalhados pelo chão da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Os eleitores cariocas votam para presidente e para governador neste segundo turno . Foto: Pilar Olivares/Reuters

A votação na Escola Celina Guimarães foi retomada por volta das 11h. Depois da perícia e da limpeza do local, a juíza eleitoral Ana Clarisse Arruda Pereira, responsável pela 34ª Zona Eleitoral (Mossoró e Serra do Mel), reuniu-se com todos os presidentes de seção e mesários e pediu que eles voltassem ao trabalho.

"Eles estavam muito abalados. Eu pedi desculpas em nome da Justiça Eleitoral e que eles dessem continuidade à votação. Duas mesárias da seção onde houve o assassinato não tiveram condições de continuar a trabalhar e tiveram que ser substituídas. Foi um verdadeiro terror. As pessoas saíram correndo, algumas se jogaram no chão, outras se esconderam atrás dos armários", conta a juíza.

O segundo turno está sendo disputado pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB), que obteve 47,34% dos votos em primeiro turno, e o vice-governador Robinson Faria (PSD), que recebeu os votos de 42,04% do eleitorado. A votação no Estado termina uma hora depois de Brasília. Às 18h30, no horário de Brasília, os resultados parciais da disputa local começam a ser divulgados.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas