Apesar das eleições acaloradas à Presidência, eleitores de Brasília não vestem camisetas e preferiram não se manifestar; muitos levaram a família. "Quero ensinar a eles desde cedo", afirma Cleiton, que levou os três filhos para a votação

Agência Brasil

O uso de camisetas, bonés e adesivos de candidatos é permitido nas sessões eleitorais, desde que o eleitor manifeste sua opção de forma silenciosa, sem pedir votos para os candidatos. Mas, apesar de as últimas pesquisas eleitorais apontarem empate técnico entre os candidatos à Presidência da República, em geral os eleitores de Brasília não estão vestindo a camisa e preferiram não manifestar seu apoio neste domingo de votação.

Jofran Frejat, que disputa o segundo turno do governo do DF pelo PP, sorri depois de votar em Brasília
TV Brasil/Agência Brasil
Jofran Frejat, que disputa o segundo turno do governo do DF pelo PP, sorri depois de votar em Brasília

Em visita a alguns locais de votação, no Distrito Federal, a equipe da Agência Brasil encontrou poucas pessoas manifestando seu voto em candidatos à presidência. O eleitor Cleiton Nascimento votou na Escola Classe 3, em Ceilândia, o maior colégio eleitoral do DF, com 283.506 eleitores. Disse esperar do próximo governo mais segurança, saúde, educação e valorização do salário.

Leia mais: Candidatos ao governo do DF votam confiantes em Brasília

Ele, a esposa e os três filhos foram juntos usando a camiseta da seleção brasileira e adesivos do candidato de sua preferência. "Eles (os filhos) não votam ainda, mas viemos todos no primeiro turno e hoje também. O voto é nosso direito e nosso dever: quero ensinar a eles desde cedo que temos de defender o que achamos que é o melhor", disse o vendedor.

Fique por dentro de tudo das eleições 2014

O técnico do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) André Barros Araújo também compareceu ao local de votação acompanhado da esposa, dos dois filhos e de uma grande bandeira de um dos partidos. "Estou animado com este segundo turno. Essa foi uma das eleições mais acaloradas de que já participei", contou.

Rodrigo Rollemberg, que disputa o segundo turno das eleições para governo do Distrito Federal pelo PSB, em seu local de votação neste domingo
Felipe Costa/Futura Press
Rodrigo Rollemberg, que disputa o segundo turno das eleições para governo do Distrito Federal pelo PSB, em seu local de votação neste domingo

Piauiense, André vive em Brasília há mais de 20 anos. Após concluir seu voto, garantiu que tiraria fotos da família com a bandeira para postar nas redes sociais. "Não sou filiado a nenhum partido, mas meu sentimento em relação à política reavivou-se."

Leia também: Eleitora aproveita segundo turno para aumentar a renda da família

O farmacêutico Robson Oliveira preferiu usar roupa branca hoje (26), mas acredita que o uso de camisetas e adesivos pode ter influência sobre os indecisos. "Às vezes a pessoa vem para o local de votação sem ter opinião formada, vê alguém usando camiseta [com o nome de um candidato] e pensa 'vai que aquele cara ali está certo?!', e acaba votando [no nome do candidato inscrito na camiseta]", disse.

Políticos votam neste domingo. Veja fotos na galeria:

Pelas ruas da capital federal também há pouco lixo espalhado de propaganda eleitoral.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.