Estabelecimentos transmitiram último encontro entre Aécio e Dilma; militância também se encontrou para ver o programa

O último debate dos candidatos à Presidência da República despertou a atenção de eleitores que estavam nos bares de Brasília durante esta sexta-feira à noite. A militância, tanto do PSDB, quanto do PT, por sua vez, realizou eventos particulares para acompanhar o último embate direto entre Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). Enquanto petistas fizeram um churrasco em uma praça pública, os tucanos se reuniram em uma residência particular em na área nobre da capital federal.

Análise: Demonstrando nervosismo, Dilma e Aécio fazem debate equilibrado

Nas rodas de conversas dos bares de Brasília, as tradicionais conversas sobre política, relacionamentos amorosos, futebol e religião deram espaço para a análise das propostas e do desempenho no debate dos dois presidenciáveis. “Eu acho que os dois estavam nervosos. Afinal, eles sabem que não podem errar”, analisa o funcionário público Ismael da Cruz, de 34 anos.

Alguns eleitores fizeram questão de acompanhar o debate nos bares com adesivos tanto de Dilma Rousseff, quanto de Aécio Neves. A cada pergunta e a cada provocação dos dois candidatos, eleitores se manifestavam nas mesas. Às vezes com olhares de reprovação, outras vezes com palmas.

Dilma e Aécio falam de propostas e combate à corrupção

Dilma Rousseff enfrenta ataques de Aécio Neves com ironias e cobranças

Pesquisas: Veja desempenho de Dilma e Aécio no Ibope e Datafolha no 2º turno

O empresário Jean Carlos da Silva afirma que o momento do debate deve ser visto como uma espécie de “acareação” entre os dois candidatos. “Eles se acusaram o tempo todo na campanha. Nesse momento, conseguimos analisar quem diz a verdade”, afirma. Já o estudante universitário, Valdeci Borges, declara que o momento do debate é importante, principalmente, para os indecisos. “É a partir do debate que muitos eleitores escolhem. E assistir no bar é legal porque você já percebe a opinião dos outros”, analisa.

Militância

Fora dos bares, a militância do PT e do PSDB também resolveu acompanhar o debate. Integrantes da juventude do PSDB, por exemplo, reuniram-se em um cinema particular localizado no Lago Norte, área nobre de Brasília. A militância do PT, por sua vez, armou um telão nas proximidades da rodoviária do Plano Piloto, na região central de Brasília.

Veja imagens do último debate antes do segundo turno das eleições:

De acordo com o aposentado José Wilson da Silva, um dos organizadores do evento petista, aproximadamente 100 militantes participaram da reunião que teve cerveja vendida a preço de custo e churrasquinho, também vendido a preços populares. “Depois de uma campanha dura, esse é um momento de confraternização. De reunir amigos e familiares”, diz o aposentado. A cada intervenção da presidente, aplausos; a cada intervenção do senador mineiro, os petistas reagiam com vaias.

Já a reunião tucana, com direito a cervejas importadas, poltronas altamente confortáveis, um telão e o conforto de uma casa ampla, reuniu dezenas de partidários do senador mineiro. As reações do debate na reunião tucana, também foram semelhantes à dos petistas. Intervenções de Aécio Neves eram alvo de aplausos; as de Dilma Rousseff, recebida com vaias. “É um momento de difícil decisão. Mas nós da militância fizemos um trabalho importante e estamos otimistas”, disse o estudante universitário, Victor Vilela, integrante da juventude tucana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.