Presidente repercutiu onda de preconceito contra nordestinos nas redes sociais e que opinou que adversários consideram seus eleitores ignorantes

Ao discursar em Petrolina (PE), a presidente Dilma Rousseff (PT) criticou o preconceito contra os nordestinos que, segundo ela, é manifestado pela campanha adversária do tucano Aécio Neves. A presidente disse que os tucanos têm uma visão atrasada do Brasil e que classificam os eleitores nordestinos do PT de ignorantes.

Dilma Rousseff tira uma selfie com eleitora em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro
Ichiro Guerra/ Dilma 13
Dilma Rousseff tira uma selfie com eleitora em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro

Leia mais:  TSE suspende mais uma propaganda de Aécio

Dilma e Aécio falam mais de Minas que de saúde, educação, transporte e segurança

Datafolha: Vantagem de Aécio para Dilma cai no Sudeste; petista sobe no Nordeste

Datafolha: Para eleitores, Dilma é candidata dos pobres e Aécio, dos ricos

“Essa é uma das mais importantes regiões do país, apesar do que acham os tucanos. Eles falaram que os votos que eu recebi no semiárido no Nordeste eram de pessoas ignorantes. Nós somos ignorantes porque ignoramos os tucanos”, disse a presidente.

As argumentações da candidata à reeleição pelo PT referem-se à onde de preconceito contra os nordestinos que surgiu nas redes sociais após a declaração do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) de que os que elegem o PT e Dilma são “menos informados”. “Não é porque são pobres que apoiam o PT e Dilma. É porque são menos informados”, disse o ex-presidente em entrevista ao UOL.

Veja imagens da campanha de Dilma:

Após a vitória de Dilma em todos os estados da região, exceto Pernambuco, no primeiro turno, os nordestinos passaram a ser hostilizados nas redes sociais. A campanha de Aécio chegou pedir ao Ministério Público uma investigação sobre a origem de cada mensagem postada. Aécio chegou a acusar o PT de forjar as críticas aos nordestinos nas redes sociais para prejudica-lo.

“Os tucanos têm uma visão ultrapassada do Brasil. Não sabem que o Brasil e esta região estão mudando pelo braço, garra, esforço de seu próprio povo e pelas oportunidades que os governos de Lula e o meu governo fizeram aqui no semiárido”, discursou Dilma.

No comício, que contou com a presença de cerca de 30 mil pessoas, Dilma recebeu apoio de movimentos sociais e falou das políticas adotadas pelo governo para a região. Ela ainda alfinetou os tucanos ao comparar a infraestrutura criada para amenizar os efeitos da seca na região do semiárido com a situação de falta d’água em São Paulo.

“Estamos preparados para a seca. O estado mais rico do Brasil, São Paulo, não se preparou para a seca. Vocês, do Nordeste, se prepararam e hoje, diante da maior seca, temos condições de viver aqui”, disse. “Tenho orgulho do um milhão de cisternas que construímos aqui”, disse a presidente que também falou do impacto dos demais programas do governo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.