"Temos que fazer o balanço", diz Aníbal sobre estratégia de Aécio em novo debate

Por Vitor Sorano - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Suplente de senador eleito, José Aníbal avaliou positivamente desempenho do tucano; próximo debate será na quinta-feira

Perguntado se Aécio Neves (PSDB) deve manter a mesma estratégia do primeiro debate do segundo turno, realizado nesta terça-feira (14) pela TV Band, o tucano José Aníbal - suplente do senador eleito José Serra -, considerou que ainda é cedo. Dilma Rousseff (PT) e Aécio, os dois concorrentes ao cargo de presidente da República, se enfrentam novamente na próxima quinta-feira (16) no SBT. 

"Tem que fazer o balanço desse [primeiro debate] e ver qual é a melhor estratégia", disse Aníbal, que considerava o desempenho do tucano como "muito bom".

Análise: Aécio e Dilma sobem tom, se acusam e esquecem propostas em debate do 2º turno

Já nos bastidores do debate desta terça-feira o clima no PSDB era menos festivo do que no PT, onde a impressão geral era de que Dilma teve um desempenho muito melhor do que o de Aécio. "Excelente o desempenho", avaliou o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Veja imagens do primeiro debate no segundo turno das eleições:

No primeiro debate do segundo turno, Dilma Rousseff (PSDB) e Aécio Neves (PSDB) fizeram agressivo . Foto: ReutersDilma e Aécio durante o primeiro debate do segundo turno . Foto: ReutersPresidenciáveis se cumprimentam antes do debate da Rede Band . Foto: ReutersAécio aguarda o início do confronto com a adversária petista . Foto: ReutersAntes do debate, Dilma caminha estúdios da Rede Band . Foto: ReutersDilma durante o debate presidencial . Foto: ReutersPetista conversa com publicitário João Santana e assessora . Foto: ReutersDilma Rousseff (PT) chega a Rede Band para participar do debate presidencial . Foto: Marcos Bezerra/Futura PressAécio Neves (PSDB) conversa com jornalistas na sua chegada a Rede Band . Foto: Marcos Bezerra/Futura PressDilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) se posicionam no palco da Rede Band para o debate presidencial . Foto: Vitor SoranoMilitantes do PSDB na porta da Rede Band, emissora que apresentou o primeiro debate presidencial do primeiro turno . Foto: Vitor Sorano

Subindo o tom em relação ao primeiro turno, Dilma e Aécio protagonizaram um debate com posições agressivas. Por diversas vezes, ambos os candidatos à Presidência da República se acusaram de mentir em suas respostas.

Entre os temas que levaram o confronto a ficar mais acalorado, estiveram às denúncias de corrupção na Petrobras, nepotismo no governo tucano em Minas Gerais e a construção de um aeroporto da cidade mineira de Cláudio na administração de Aécio no Estado, saúde, programas sociais, inflação e bancos públicos.

Leia mais sobre o debate:

- Dilma critica gestão de Aécio em Minas Gerais e compara governos em debate
- Dilma acusa Aécio de não cumprir metas de investimento na saúde em MG
- Vice de Marina diz que proposta de Aecio sobre reeleicao é um avanço

Aécio acusou Dilma de ser tolerante com supostos casos de corrupção na Petrobras. "Todos nós brasileiros acordamos surpresos com novas denúncias", disse o tucano. A presidente e candidata à reeleição rebateu citando casos de corrupção no governo do tucano Fernando Henrique Cardoso, que segundo ela, não teriam sido investigados e engavetados pela administração do PSDB.

Dilma contra-atacou lembrando a construção do aeroporto de Cláudio, no interior de Minas. A petista acusou o adversário de fazer a obra num terreno do tio-avô do tucano, que estaria o usando a pista privadamente, mesmo sendo ela pública. "Olhando nos seus olhos, digo que a senhora está sendo leviana, leviana", rebateu o candidato do PSDB.

A petista ainda acusou Aécio de praticar nepotismo, empregando uma irmã e primos quando governava Minas. "Basta procurar no meu governo e não achará nenhum parente meu", disse a petista. Visivelmente desconfortável, Aécio negou as acusações.

Leia tudo sobre: eleições 2014aécio nevesjosé aníbal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas