Presidenciável tucano, no entanto, preferiu não estabelecer prazo para a universalização do piso salarial dos educadores

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, prometeu ajudar estados e municípios que não conseguem pagar o piso salarial aos professores. O tucano, porém, não se comprometeu com um prazo para a universalização do piso dos educadores.

Aécio Neves prega que União deve ajudar estados e municípios a pagar professores
Marcos Fernandes/ Coligação Muda Brasil
Aécio Neves prega que União deve ajudar estados e municípios a pagar professores

Leia mais:  PT e PSDB se revezam em discurso casuístico sobre a reeleição

Dilma e Aécio ficam frente a frente, mas fogem do olho no olho em debate

Dilma critica gestão de Aécio em Minas Gerais e compara governos em debate

Corrupção perde espaço no discurso de Aécio, que foca em programas sociais



"A União será parceira dos Estados e Municípios para que eles possam garantir o pagamento do piso dos professores", disse Aécio nesta quarta-feira (15) em São Paulo.

O tucano também prometeu universalizar, até 2016, a pré-escola para crianças de 4 anos, além de flexibilizar os currículos escolares.

Veja imagens do candidato tucano no 2º turno das eleições:


Aécio aproveitou o evento para acusar a presidente Dilma Rousseff (PT) de fazer uma campanha de "ódio, rancor e de desconstrução". A seguir, assinalou: "A primeira coisa a se fazer para tirar o país do buraco é tirar o PT do poder".

O evento desta quarta-feira, no clube Esperia, na zona norte da capital paulista, reuniu prefeitos paulistas da base aliada da candidatura tucana. Segundo Aécio, entretanto, há prefeitos do PDT e até mesmo do PT - mas ele não nominou quem são. 

O candidato do PSDC ao Planalto, José Maria Eymael, posou ao lado de Aécio e garantiu apoio à eleição do tucano à Presidência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.