PT processa ex-diretor da Petrobras e pede divulgação da íntegra dos depoimentos

Por iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Para o partido, a divulgação da íntegra dos depoimentos permitirá “esclarecer os fatos e refutar as inverdades”

Ana Flavia Oliveira/iG
Rui Falcão, presidente do PT

Após a divulgação de parte dos áudios com o depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, prestados no acordo de delação premiada sobre as denúncias de corrupção na Petrobras, o PT apresentou um pedido à Justiça e ao Ministério Público para que a íntegra dos depoimentos se torne disponível.

Além disso, o PT também apresentou no Juizado Especial Criminal do Foro Central da Região Metropolitana de Curitiba (PR), uma queixa-crime contra Paulo Roberto Costa, por difamação, por imputar falsamente crime a terceiros e por ofender a honra do PT. "Ele fez acusações infundadas contra o PT", disse Falcão.

Os dois pedidos foram feitos nesta segunda-feira (13) pelo presidente do partido, Rui Falcão. O requerimento de abertura das informações foi destinado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, e ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Mais: Juízes federais e procuradores negam vazamentos seletivos da Operação Lava Jato

De acordo com a campanha de Dilma, a divulgação da íntegra dos depoimentos permitirá “que se possa conhecer por inteiro as acusações, esclarecer os fatos e refutar as inverdades propaladas”, diz o texto do pedido.

De acordo com o PT, o requerimento tem o sentido de “assegurar a lisura do pleito eleitoral, afetada pela divulgação irresponsável de declarações graves e levianas, porque desacompanhadas até o momento de qualquer prova que sustente minimamente suas frágeis assertivas”.

Leia também:
Dilma sobre áudios vazados: "Estão dando um golpe e não podemos concordar

Leia tudo sobre: Eleições 2014Caso PetrobrasLava Jato

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas