Promessas de doação foram cumpridas mais rapidamente, segundo José Gregori. Até setembro, PT tinha dobro de caixa

A passagem de Aécio Neves (PSDB) para o segundo turno da eleição presidencial tem feito bem ao caixa de campanha do tucano, com revela ao iG José Gregori, responsável pelas finanças da candidatura. 

"Não há dúvida que o vento bom que trouxe Aécio para o segundo turno também soprou na área financeira", confirma Gregori, que ocupa o cargo de tesoureiro da campanha de Aécio.

Sem falar em números - a primeira totalização é esperada até o fim da semana -, Gregori afirma que a entrada de dinheiro decorre do cumprimento de promessas que já haviam sido feitas por potenciais doadores.

"Não tanto de novas doações, mas especialmente a liquidação das antigas. [Havia doador que prometera recursos] e que estava em processo e acelerou a conclusão."

Candidata-crowdfunding: Com ajuda da internet, Luciana Genro dobra caixa do PSOL

Na última prestação de contas, feita em 2 de setembro, a equipe de Aécio declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter recebido um total de R$ 70 milhões em doações por meio de três contas usadas na campanha - direção nacional, comitê financeiro, e candidato -, segundo levantamento do iG .

O valor é menos da metade do que a equipe de Dilma Rousseff (PT) declarou ter arrecadado - R$ 184,1 milhões, segundo levantamento realizado da mesma forma.

A maior doadora individual do tucano foi a onstrutora Andrade Gutierrez, que deu R$ 12,2 milhões à Direção Nacional do PSDB . A JBS, dona da marca Friboi, deu R$ 5 milhões ao comitê financeiro da candidatura à Presidência.

Para candidatura de Dilma, a JBS deu R$ 15 milhões. A Direção Nacional do PT recebeu R$ 11 milhões da Construtora OAS.

Queda nas pesquisas não afetou arrecadação, diz Gregori

Principal adversário de Dilma no início da corrida presidencial, em julho, Aécio chegou a estar 20 pontos atrás da petista e de Marina Silva (PSB) - no início de setembro, ambas tinham 34% das intenções de voto ante 14% do tucano, segundo pesquisa Datafolha realizada entre os dias 1 e 3 daquele mês.

Ativismo de Facebook: Sucesso nas redes sociais, Eduardo Jorge recebe apenas R$ 300 

No último domingo, entretanto, Aécio recebeu 33,6% dos votos - contra 21,3% de Marina e 41,6% de Dilma -, o que lhe garantiu a posição no segundo turno. As primeiras pesquisas sobre o novo cenário feitas pelo Ibope e pelo Instituto Datafolha devem ser divulgadas nesta quinta-feira (9).

Segundo Gregori, a queda para o terceiro lugar não chegou a afetar negativamente as doações ao tucano.

"Na parte de arrecadação, não houve a mesma proporção. Porque a gente tem patriotas que confiam", disse o tesoureiro do tucano. "É claro que desde domingo as coisas se acelararam. Mas, na época, a parte financeira brigava com as pesquisas."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.