Marina aguarda resposta tucana sobre exigências para apoiar Aécio Neves

Por Luciana Lima iG Brasília |

compartilhe

Tamanho do texto

Entre as propostas estão o posicionamento firme para o fim da reeleição, educação em tempo integral e sustentabilidade

O deputado federal Beto Albuquerque, vice na chapa derrotada liderada por Marina Silva, disse na manhã desta quinta-feira (9), em Brasília, que a ex-senadora ainda não declarou o seu apoio ao candidato à Presidência do PSDB, Aécio Neves, porque aguarda o posicionamento dos tucanos em relação aos pontos do programa de governo que ela quer ver incorporado ao programa de governo dele.

Leia mais:  Marina Silva não participa de reunião de coligação sobre apoio no 2º turno

Força de apoio de Marina Silva para segundo turno divide analistas

Rede sugere voto em Aécio, em branco ou nulo para o segundo turno, diz Feldman

Entre as propostas estão a exigência de uma posição firme para o fim da reeleição, educação em tempo integral e sustentabilidade.

“Ela só se manifestará, segundo ela acabou de me dizer, mediante a posição de Aécio sobre os pontos do programa que vamos sugerir a ele", disse Albuquerque ao chegar na reunião com os presidentes dos partidos que apoiaram a chapa do PSB no primeiro turno. 

Marina havia prometido o anúncio de apoio para esta quinta-feira (9) e era aguardada nesta reunião, mas não compareceu. Ela está em São Paulo, onde teve um encontro com o ex-presidente tucano, Fernando Henrique Cardoso. Integrantes da Rede, partido informal de Marina, dizem não saber o teor da conversa.

"Foi apenas uma vista de cortesia porque o ex-presidente estava um pouco febril", disse o ex-deputado Walter Feldman, que coordenou a campanha de Marina. "Não vamos antecipar a decisão até porque não sei qual vai ser", completou.

Albuquerque tentou também minimizar o adiamento. "Se a gente conseguir chegar a uma convergência nessa reunião, apresentaremos ainda hoje as propostas aos coordenadores de programa de governo de Aécio para que ele possa se pronunciar diante das propostas que vamos fazer".

O PSB, partido pelo qual a ex-senadora concorreu à Presidência no primeiro turno, declarou apoio ao tucano nesta quarta-feira (8).

Leia tudo sobre: eleições 2014Marina silvaPSDBAécio Neves

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas