Bancada do PMDB está dividida no apoio a Dilma e Aécio no segundo turno

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Os deputados do partido em Minas Gerais, entretanto, fizeram uma carta de apoio à reeleição de Dilma e de Michel Temer

Agência Brasil

A bancada do PMDB na Câmara dos Deputados está dividida em relação às duas candidaturas à Presidência da República. Parte da bancada declarou na quarta-feira (8) que apoia a candidatura de Aécio Neves (PSDB), enquanto outros parlamentares mantêm o apoio à chapa encabeçada pela presidenta Dilma Rousseff, que tem como vice o presidente do PMDB, Michel Temer.

O líder do partido, deputado Eduardo Cunha (RJ), reuniu-se na quarta com a bancada para uma avaliação sobre o processo eleitoral e para integrar deputados em atuação com os recém-eleitos., que assumirão suas cadeiras dia 1º de fevereiro do ano que vem. O líder disse que a bancada não iria tomar nenhuma posição sobre apoios, até porque o partido deliberou isso na Convenção Nacional. "Quando a convenção decidiu desse jeito, já foi com a premissa de que aqueles que não concordassem poderiam seguir seu caminho", disse ele.

Mais sobre apoio: PSB confirma apoio a Aécio no segundo turno

No PSB, Aécio promete honrar legado de Eduardo Campos

“Não tem sentido a bancada fazer deliberação que vá contra a convenção”, disse Eduardo Cunha. Segundo ele, na convenção houve uma liberalização para permitir que quem quisesse optar por qualquer tipo de caminho em seus estados, poderia fazê-lo. O líder disse que a divergência na bancada sobre apoios era conhecida do presidente Michel Temer e ele sempre tratou isso com a maior naturalidade.

Veja fotos de Dilma e Aécio em campanha pelo segundo turno das eleições

Dilma Rousseff (PT) posa junto com eleitora em evento de campanha em Teresina, no Piauí (8/10) . Foto: Dilvulgação/PTCorreligionários do PT participaram de evento com Dilma Rousseff no Piauí (8/10). Foto: Divulgação/PTPresidente Dilma cumprimenta eleitores em ato político com lideranças e prefeitos em Teresina (PI) (8/10). Foto: Divulgação/PTAécio Neves(PSDB) recebe apoio dos dirigente do PSB, partido de Marina Silva (8/10). Foto: Divulgação/PSDBAécio Neves (PSDB) relança sua campanha à Presidência da República no Memorial JK em Brasília (08/10). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaPastor Everaldo declara apoio ao tucano no segundo turno (8/10). Foto: PSDB/ DIVULGACAO - 8.10.14A presidente Dilma Rousseff se reuniu nesta terça-feira com senadores e governadores eleitos da base aliada (7/10) . Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaDilma Rousseff (PT) em reunião de mobilização  para a campanha de segundo turno  (7/10). Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaDilma Rousseff (PT) participa de reunião de mobilização em Brasília, nesta terça-feira (7/10). Foto: Divulgação/PTAécio Neves participa de encontro com trabalhadores da construção civil na manhã desta terça-feira, em São Paulo (7/10). Foto: Orlando Brito/Coligação Muda BrasilGeraldo Alckmin, governador reeleito no primeiro turno em São Paulo, participa de dia de campanha de Aécio Neves na capital paulista (7/10). Foto: Orlando Brito/Coligação Muda BrasilAécio Neves faz campanha para o segundo turno e visita obras na Chácara Santo Antônio, em São Paulo, ao lado de José Serra, eleito senador, e José Aníbal (7/10). Foto: Vitor Sorano/iGAécio Neves (PSDB) cumprimenta Geraldo Alckmin, governador reeleito de São Paulo, em coletiva de imprensa na capital paulista (6/10) . Foto: Divulgação/PSDBUm dia depois das eleições, Dilma Rousseff, que disputa o segundo turno com Aécio Neves, recebe jornalistas em Brasília (6/10). Foto: Cadu Gomes/ Dilma 13Dilma chega para coletiva de imprensa depois do resultado do primeiro turno das eleições ao lado de Michel Temmer, vice em sua chapa para a Presidência (5/10). Foto: Agência BrasilPresidente e candidata Dilma Rousseff fala com a imprensa após apuração de votos que a levou para o segundo turno com Aécio Neves. Foto: Alan Sampaio / iG BrasíliaAécio Neves (PSDB) comemora chegada ao segundo turno das eleições presidenciais em Belo Horizonte neste domingo (05). Foto: Divulgação/PSDBAo lado da esposa Letícia e de partidários, Aécio Neves participa de coletiva depois de chegar ao segundo turno das eleições presidenciais (5/10). Foto: Agência BrasilAécio Neves, candidato à Presidência pelo PSDB, em votação em Belo Horizonte (5/10). Foto: Agência BrasilDilma volta para Brasília depois de votar em Porto Alegre (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersDilma Rousseff, presidente e candidata à reeleição pelo PT, vota na manhã deste domingo em Porto Alegre. Ela foi a primeira presidenciável a votar (5/10). Foto: Felipe Dana/AP


De acordo com Eduardo Cunha, a decisão da Convenção Nacional, que apoiou a coligação com o PT, não foi unânime, e as divergências já eram conhecidas. Em relação a posição manifestada na reunião, o líder disse que a bancada está equilibrada no apoio a Aécio e Dilma. “Eu diria que a posição da bancada está equilibrada, com um pouco mais de tendência para o Aécio, mas está equilibrada."

E mais: Pastor Everaldo anuncia apoio do PSC à candidatura de Aécio Neves

Ao sair da reunião, o deputado Darcísio Perondi (RS) disse que a maioria dos deputados presentes falou que irá apoiar Aécio Neves no segundo turno, por questões programáticas. Perondi informou que amanhã (9) o candidato do PMDB no segundo turno no Rio Grande do Sul, Ivo Sartori, vai anunciar o apoio à candidatura de Aécio Neves. As maiores reclamações dos deputados que disseram apoiar o tucano é que o PMDB não teve tratamento adequado do PT nesses anos de governo.

PMDB mineiro presta apoio a Dilma e Temer

Em Minas Gerais, os deputados do partido decidiram apoiar o PT. Eles entregaram a Temer uma carta dirigida à presidente “reafirmando o apoio a sua candidatura no mandato de 2015 a 2018”.

E ainda: PSOL anuncia neutralidade, mas desaconselha voto em Aécio

Na carta, os deputados ressaltam a adesão ao projeto Mais Mudanças apresentado por Dilma Rousseff, “reconhecendo que a história do país não registra outro período de tão relevante resgate social como o ocorrido no Brasil de 2003 à presente data”. Os deputados também falam, na carta, da confiança em que o Brasil “sob seu comando, em novo mandato, prosseguirá firme em sua caminhada para a democracia plena, em que convivam amplamente as liberdades, os direitos e as igualdades sociais”.

Durante a reunião, na presidência do PMDB, os deputados estaduais e federais de Minas elogiaram o governo da presidenta Dilma, ressaltando que o Brasil e Minas Gerais têm avançado muito e que o atual governo tem feito muito pelo estado. Temer agradeceu o apoio e disse aos peemedebistas que está trabalhando intensamente em todo o país para ganhar um novo mandato e continuar trabalhando pelo Brasil.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas