PPS anuncia apoio a Aécio no segundo turno

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente do PPS, o deputado Roberto Freire, disse candidatura de tucano é única forma de unir toda oposição

Agência Brasil

Divulgação
Presidente do PPS, o deputado Roberto Freire

A Executiva Nacional do PPS decidiu nesta terça-feira (7), em Brasília, que o partido apoiará formalmente o candidato do PSDB, Aécio Neves, no segundo turno da eleição presidencial.

No primeiro turno, o PPS compôs a coligação Unidos pelo Brasil, encabeçada pela candidata do PSB, Marina Silva, que obteve mais de 22 milhões de votos (21,32%) e ficou em terceiro lugar na disputa.

Embora defenda uma postura unitária da coligação, formada ainda por PHS, PRP, PPS e PSL, o presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), ressaltou que a decisão de apoiar Aécio Neves já está tomada. Desde a última segunda-feira (6), Marina discute com líderes da Rede Sustentabilidade, partido criado por ela, mas que ainda não tem registro oficial, qual o caminho a ser seguido no segundo turno. Dirigentes do PSB reúnem-se amanhã (8) em Brasília para tratar do assunto.

Mais: Para PT, Marina perde substância política ao apoiar candidatos no 2º turno

“O PPS, no trágico falecimento do então candidato [da coligação à Presidência] Eduardo Campos foi o partido que [primeiramente] defendeu a Marina, quando outros [da coligação, entre eles o PSB] não tinham definido ainda. O PPS tem autonomia para definir o que deve fazer da sua vida”, afirmou Freire.

Para o dirigente do PPS, a candidatura de Aécio Neves é a única forma de unir todas as correntes da oposição. Segundo Freire, a união com o PSDB será “programática” e não apenas eleitoral. “Estamos conclamando todos os partidos em torno de compromissos. Compromissos que estão no programa da Marina, na sociedade, na idéia da mudança e na luta política pelo fim da reeleição e também na proposta da escola em tempo integral."

Roberto Freire destacou que, do ponto de vista da economia, existe uma uma identidade muito grande entre as duas equipes.

Leia tudo sobre: Eleições 2014

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas