Suplicy acompanha viúva de Perseu Abramo em votação na zona oeste de SP

Por Bruno Winckler - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Candidato ao Senado encerrou percurso por zonas eleitorais da capital paulista com mulher de um dos fundadores do PT

O senador Eduardo Suplicy (PT), candidato à reeleição, esteve no bairro da Lapa, zona oeste de São Paulo, para acompanhar Zilah Abramo, de 87 anos, no exercício do seu direito de voto. Zilah é viúva de Perseu Abramo, jornalista e um dos fundadores do PT. Ele dá nome à fundação criada pelo partido em 1996, ano de sua morte. O órgão nasceu porque queria um espaço fora do partido para o debate e atividades políticas.

LEIA MAIS: Suplicy lamenta falta de debates e cogita turnê com filhos se for derrotado

Antes do encontro com Zilah, Suplicy percorreu algumas zonas eleitorais de São Paulo para dar apoio a outros candidatos do PT. Depois de votar bem cedo no Jardim Paulistano, o senador seguiu para o centro de São Paulo para um café da manhã com membros do partido. Foi com Alexandre Padilha, candidato ao governo do Estado, ao colégio em que ele vota, na Praça Roosevelt.

VEJA TAMBÉM: TSE evita previsões, mas resultado de eleição deve sair às 21h

Bruno Winckler/iG
Suplicy, candidato ao Senado, acompanha viúva de Perseu Abramo em zona eleitoral da capital paulista

Na sequência, Suplicy foi a São Bernardo do Campo para acompanhar a votação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De lá seguiu para a Vila Olímpia, zona sul de São Paulo, onde votou a sua namorada, Monica Dallari. Só depois se encontrou com Dona Zilah, na Lapa.

Saiba tudo sobre as eleições 2014

Bia Abramo, filha de Zilah, disse que Suplicy sempre foi muito ligado à sua família e que pediu a ela se poderia ir com Zilah ao colégio em que vota. Mesmo sem ser obrigada a votar, Zilah fez questão de ir às urnas. "Nunca deixei de votar. E e eu voto em quem eu confio. No Suplicy eu confio", disse Zilah na sala de sua casa enquanto esperava o senador chegar do último compromisso.

Veja imagens:

Suplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iGSuplicy acompanhou Zilah Abramo, viúva de Perseu Abramo, em zona eleitoral na capital paulista. Perseu foi um dos fundadores do PT. Foto: Bruno Winckler/iG

Às 15h15 ele chegou e recebeu um abraço da eleitora. "Ele é como vinho, quanto mais o tempo passa ele fica melhor", disse. Zilah foi de carro com Suplicy ao colégio Anhanguera, a alguns metros de sua casa. Com passos lentos, mas firmes, subiu alguns degraus sob a escolta do senador e da filha Helena.

Na sua seção, foi auxiliada pela filha antes de se sentar em frente à urna. De cola na mão, e com olhares de Suplicy, digitou um a um os números de seus candidatos. "Agora só falta da presidenta", disse Suplicy. Os mesários autorizaram a presença do senador e da filha de Zilah ao seu lado.

"Conheci o Perseu nos anos 70, quando fui redator de economia da Folha de São Paulo. Sentávamos próximos na redação e logo nos tornamos grandes amigos. Assim como nossas famílias", disse. Muito assediado pelos eleitores do local, Suplicy seguiu agenda de entrevistas depois do encontro com a velha amiga.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas