Padilha, candidato ao governo de São Paulo, vai à urna: "Estou muito confiante"

Por Ana Flávia Oliveira e Bruno Winckler , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

"Tenho certeza absoluta que na hora de votar haverá um casamento do 13. São Paulo merece um segundo turno", disse aos jornalistas depois de votar na região central da capital

Confiante de que vai ser o candidato da oposição no segundo turno na disputa ao governo de São Paulo, o petista Alexandre Padilha votou na manhã deste domingo (5) na escola estadual Caetano de Campos, na praça Roosevelt, na região central da capital.

Dilma Rousseff, presidente e candidata à reeleição pelo PT, vota na manhã deste domingo em Porto Alegre. Ela foi a primeira presidenciável a votar (5/10). Foto: Felipe Dana/APV da vitória de Dilma Rousseff na urna em Porto Alegre (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersDilma exibe comprovante de votação (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersTarso Genro, candidato do governo do Rio Grande do Sul pelo PT, acompanhou Dilma Rousseff na votação (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersDilma, na companhia do neto Gabriel, pega voo para Brasília depois de votar em Porto Alegre (5/10). Foto: Paulo Whitaker/ReutersAécio Neves, presidenciável pelo PSDB, acompanha Antonio Anastasia e Pimenta da Veiga, candidatos ao senado e ao governo de Minas o mesmo partido (5/10). Foto: Leo Lara/Coligação Todos por MinasAécio Neves, candidato à Presidência pelo PSDB, vota ao lado da mulher Letícia em Belo Horizonte (5/10). Foto: Washington Alves/ReutersAécio Neves, candidato à Presidência pelo PSDB, em votação em Belo Horizonte (5/10). Foto: Agência BrasilDepois de votar, Aécio Neves posa para fotos no Colégio Estadual Central, em Belo Horizonte (5/10). Foto: Alberto Wu/Futura PressMarina Silva posta foto em sua página no Facebook a caminho da votação em Rio Branco, no Acre (5/10). Foto: Facebook/Marina SilvaMarina Silva, candidata à Presidência pelo PSB, posa para fotos depois de votar em Rio Branco, no Acre (5/10). Foto: Sergio Moraes/ReutersMarina Silva dá beijo no pai, Pedro Augusto Silva, em seu colégio eleitoral em Rio Branco (5/10). Foto: Sergio Moraes/ReutersMarina Silva está acompanhada pelo pai e pelo marido Fabio Vaz na votação (5/10). Foto: Sergio Moraes/ReutersMarina Silva e seu já tradicional coraçãozinho depois de votação na sede do Incra, em Rio Branco, no Acre (5/10). Foto: Andre Penner/APNo dia da eleição, presidente e candidata à reeleição pelo PT Dilma Rousseff toma café da manhã com políticos em Porto Alegre (5/10). Foto: Fernando Teixeira/Futura PressEduardo Jorge vai de bicicleta até o seu colégio eleitoral. Ele concorre à Presidência pelo PV (5/10). Foto: Reprodução/TwitterLula chega ao seu colégio eleitoral para votação em São Bernardo do Campo, na Grande ABC, ao lado de Padilha, petista candidato ao governo do estado (5/10). Foto: Ana Flavia Oliveira/iGEx-presidente Lula faz sinal de positivo depois de votar em São Bernardo do Campo (5/10). Foto: Nelson Antoine/APPaulo Câmara, candidato do governo de Pernambuco pelo PSB, vota na companhia de família de Eduardo Campos (João, filho de Campos é visto ao fundo) (5/10). Foto: Agência BrasilAcompanhado pela mulher, familiares e partidários, Geraldo Alckmin chega para votar no colégio Santo Américo, em São Paulo (5/10). Foto: Vitor Sorano/iGJosé Serra, candidato do Senado pelo PSDB, vota em São Paulo (5/10). Foto: Carolina Garcia / iG Serra, candidato do senado pelo PSDB em São Paulo, com a neta Gabriela em seu local de votação (5/10). Foto: Carolina Garcia / iG Serra recebe o carinho de eleitora depois de votar na manhã deste domingo (5/10). Foto: Carolina Garcia / iG Alckmin e Serra posam para fotos depois de votação em São Paulo (5/10). Foto: Vanderlei Preite Sobrinho/iGFamília de Skaf reunida na votação do candidato do governo de São Paulo pelo PMDB (5/10). Foto: Vitor Sorano/iGSkaf oferece pipoca para garoto que declarou apoio ao candidato do PMDB e arrancou risos ao dizer que votaria nele (5/10). Foto: Vitor Sorano/iGAo lado da família, Skaf segue para a escola Britânica, no Jardim Paulistano, seu local de votação (5/10). Foto: Vitor Sorano/iGSkaf, candidato ao governo de São Paulo pelo PMDB, também tem a companhia do neto no dia de votação (5/10). Foto: Vitor Sorano/iGAlexandre Padilha, candidato do PT ao governo de São Paulo, vota no colégio Caetano de Campos, na praça Roosevelt, na capital paulista (5/10). Foto: Alex Falcão/Futura PressPadilha, que concorre ao governo de São Paulo pelo PT, faz pose para fotos depois da votação (5/10). Foto: Ana Flavia Oliveira/iGDepois de votar, Padilha faz uma pequena caminhada ao lado da esposa e de Suplicy, candidato ao Senado pelo PT (5/10). Foto: Ana Flavia Oliveira/iGPadilha, candidato ao governo de São Paulo pelo PT, se reúne com cúpula do partido para café da manhã no Hotel Braston antes da votação (5/10). Foto: Bruno Winckler/iGMarcelo Crviella, que concorre ao governo do Rio de Janeiro pelo PRB, vota no Clube Marimbás, junto ao Forte de Copacabana (5/10). Foto: Murilo Rezende/Futura PressGarotinho, candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PR, vota na cidade de Campos por volta das 10h (5/10). Foto: Inácio Teixeira/ CoperphotoPrefeito do Rio de Janeiro conversa com mesário antes de votar na capital fluminense (5/10). Foto: Thiago Mattos/AgNewsEduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, faz pose depois de votar (5/10). Foto: Thiago Mattos/AgNewsRomário, candidato ao senado no Rio de Janeiro pelo PSB, vota no Colégio Joseph Bloch, em Parada de Lucas (5/10). Foto: Jadson Marques/Futura PressSuplicy, candidato ao senado em São Paulo, em sua seção eleitoral no Jardim Paulistano, na capital paulista (5/10). Foto: Bruno Winckler/iGKassab, candidato do Senado em São Paulo pelo PSD, vota na capital paulista (5/10). Foto: André Lucas Almeida/Futura PressPaulo Skaf, candidato ao governo de SP pelo PMDB, e Michel Temmer, vice presidente, acompanham Kassab, que concorre ao Senado, em seu local de votação (5/10). Foto: Vitor Sorano/iGVice-presidente Michel Temmer vota em São Paulo (5/10). Foto: Vitor Sorano/iGCandidato do PMDB ao governo de Goiás,  Iris Rezende vota às 10h10 deste domingo no Colégio Marista, no Setor Marista, em Goiânia (5/10). Foto: Leandro Vieira/Coligação Amor Por GoiásGleisi  Hoffmann, candidata do governo do Paraná pelo PT, vota em Curitiba na manhã deste domingo (5/10). Foto: Wilson Pedrosa/Fotos PúblicasCesar Maia, candidato ao senado no Rio de Janeiro, em seu local de votação (5/10). Foto: Carlos Monteiro/Futura PressPaulo Souto, candidato a governador da Bahia pelo DEM, esquece documento na hora da votação. Ele buscou o documento e votou meia hora depois (5/10). Foto: Romildo de Jesus/iG Bahia

Saiba tudo sobre as eleições 2014

O candidato entrou na sala de votação acompanhado de sua esposa, Tassia, do candidato ao senado pela sigla, Eduardo Suplicy, e de crianças que ele chamou de "novos eleitores".

LEIA MAIS: Nora do candidato Skaf leva mais de dez minutos para votar

Padilha registrou os votos rapidamente na urna e exaltou a emoção de ver a própria foto no equipamento. "Estou muito confiante. Tenho certeza absoluta que na hora de votar haverá um casamento do 13. São Paulo merece um segundo turno", disse aos jornalistas depois de votar.

Alex Falcão/Futura Press
Alexandre Padilha, candidato do PT ao governo de São Paulo, vota no colégio Caetano de Campos, na praça Roosevelt, na capital paulista (5/10)

O dia do candidato começou cedo. Acompanhado da esposa, ele saiu de sua casa também na região central por volta das 8h e caminhou por cerca de 100 metro até um hotel, onde tomou café.

No local estavam ainda algumas lideranças do PT, como os ministros Eleonora Menecucci (Secretaria Política para Mulheres) e Aloízio Mercadante (Casa Civil), o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e os coordenadores Emídio Souza e Luiz Marinho, além do candidato ao senado Eduardo Suplicy (PT-SP).

Falcão disse estar orgulhoso da campanha petista no Estado. "Foi uma campanha integrada. Eu espero um resultado auspicioso". Ele disse ainda aguardar por uma bancada maior de senadores e governadores do PT na próxima legislatura e, como exemplo, citou Minas Gerais, onde o candidato petista Fernando Pimentel pode ser eleito ainda no primeiro turno derrotando o tucano Pimenta da Veiga.

Mercadante definiu Padilha como "nova liderança" e exaltou o programa Mais Médicos, implantado durante a passagem do candidato pelo Ministério da Saúde, e falou sobre o cenário da eleição presidencial.

"Nós sempre vencemos no segundo turno. Neste ano, chegamos com uma vantagem maior, porque quando se compara os últimos 12 anos com o (mandato do) PSDB, as diferenças são em todas as áreas".

Após votar, Padilha foi até a Escola Estadual João Firmino Correia de Araújo, em São Bernardo do Campo, onde votam o ex-presidente Lula e sua esposa Marisa Leticia. Lula também ganhou a companhia de outros membros da coligação, como Emídio Pereira de Souza, o prefeito de São Bernardo e coordenador estadual da campanha de Dilma, Luiz Marinho, além do candidato a vice de Padilha, Nivaldo Santana (PCdoB).

Lula disse estar muito feliz com a candidatura do afilhado político. "Fico feliz em ter participado dessa campanha ativamente com o companheiro Padilha. É uma campanha difícil, mas é gratificante, é bom saber que o PT é o unico partido capaz de colocar o povo na rua".

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas