"Me sinto mais útil votando", diz aposentado para quem o voto é facultativo

Por Amanda Campos - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Manoel José do Nascimento, 71, diz que não abre mão do seu direito e levou a irmã, de 72, também às urnas

Amanda Campos/iG
Manoel José do Nascimento, 71, diz que não abre mão do seu direito e levou a irmã, de 72, também às urnas

O aposentado Manoel José do Nascimento, 71, acordou cedo neste domingo (5) para ir às urnas na Universidade Anhanguera, no Campo Limpo. De calça social e camisa, Nascimento destacou, orgulhoso, ter escolhido com cuidado as melhores roupas para realizar seu voto, mesmo sem ser obrigado pela lei a comparecer às urnas. A partir dos 70 anos, o voto é facultativo.

LEIA MAIS: Aos 76 anos, primeiro eleitor do DF fez questão de votar

"Encaro como um evento social [as eleições]. Acho importante escolher meus representantes. Me sinto mais útil votando. É como se pudesse mudar o País", brinca.

Natural de Pernambuco, o aposentado, que mora em São Paulo há 50 anos, explica que trocou de zona eleitoral várias vezes ao longo dos anos para não precisar justificar seu voto. A mais recente delas foi quando trocou a Vila Olímpia pelo Campo Limpo, há cerca de cinco anos.

Saiba tudo sobre as eleições 2014

Para escolher seus candidatos, o pernambucano afirma analisar quais setores precisam de melhorias e quais as propostas de cada partido para essas respectivas áreas.

"Acompanho os noticiários e procuro ler o que sai sobre os candidatos do partido que eu gosto. Por questões como essa é que acho importante votar. Como vou ajudar a mudar as coisas, se não fizer o mínimo?", questiona.

Foi a motivação de Nascimento que levou sua irmã, Maria Ernestina da Silva, 72, às urnas. Acompanhados de uma sobrinha e da mulher do aposentado, a dupla defende que deixar de votar significa não contribuir para a melhoria do Brasil.

"Para dizer a verdade, eu nem queria vir hoje. Mas mudei de ideia na ultima hora. O Manoel está certo. Preciso fazer a minha parte", disse Maria.

MAIS: Veja o dia de votação do primeiro turno de Eleições 2014:

O publicitário Lucas Dias, 25, respondeu chamado feito em redes sociais. Foto: Carolina Garcia/iGA psicológa Leila Tancredo, 53, não tinha a camisa canarinho, mas comprou lenço verde e amarelo. Foto: Carolina Garcia/iGSegundo Leila Tancredo, várias amigas compraram adereços patrióticos para usar na votação. Foto: Carolina Garcia/iGA advogada Bernadete Matsumoto, 61, e seu marido usaram o uniforme em apoio ao candidato Aécio Neves (PSDB). Foto: Carolina Garcia/iGEleitores foram às urnas usando camisa da Seleção como protesto. Foto: Carolina Garcia/iGEleitores foram às urnas usando camisa da Seleção como protesto. Foto: Carolina Garcia/iGEleitores foram às urnas usando camisa da Seleção como protesto. Foto: Carolina Garcia/iGEleitores foram às urnas usando camisa da Seleção como protesto. Foto: Carolina Garcia/iGEleitores foram às urnas usando camisa da Seleção como protesto. Foto: Carolina Garcia/iGEleitores foram às urnas usando camisa da Seleção como protesto. Foto: Carolina Garcia/iGCrianças jogam santinhos para o ar na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersMulher senta ao lado de bandeira do Brasil em colégio eleitoral na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Silva Izquierdo/APPessoas vota na escola Ayrton Senna, na Rocinha, no Rio de Janeiro, neste domingo (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersGarotinha carrega boneca enquanto espera os pais votarem no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersSujeira de santinhos em frente a Universidade Anhanguera, em São Paulo (5/10). Foto: Amanda Campos/iGPipoqueiro aproveita movimentação em dia de votação em São Paulo (5/10). Foto: Amanda Campos/iGHomem carrega cartaz em apoio a Dilma Rousseff e Padilha, candidato ao governo de São Paulo pelo PT, em local de votação na capital paulista (5/10). Foto: Nacho Doce/ReutersEleitores correm na abertura de colégio eleitoral na Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Silvia Izquierdo/APFila para votação em colégio em Brasília (5/10). Foto: Eraldo Peres/APFila para votação na Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersSantinhos são espalhados pela rua em frente a colégio eleitoral em escola na Favela da Maré, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/APSoldados patrulham ruas da favela da Maré, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/APEleitores fazem fila para votar na Maré, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/APGaroto se ajoelha para votar em colégio eleitoral em São Bernardo do Campo, em São Paulo (5/10). Foto: Nacho Doce/ ReutersMãe leva filho para a votação em escola na Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersSegurança no domingo de eleições na Favela da Maré, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/AP


Leia tudo sobre: eleições 2014eleições 2014 sp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas