População reclama de excesso de santinhos nas calçadas da Uniban em Campo Limpo. Comerciante diz que movimento caiu

Nicole Aygadoux e Stefan Magnini reclamam que os santinhos atrapalham a locomoção do carrinho do filho, Bernardo, em SP
Amanda Campos/iG São Paulo
Nicole Aygadoux e Stefan Magnini reclamam que os santinhos atrapalham a locomoção do carrinho do filho, Bernardo, em SP

Nem bem os portões da Uniban (Universidade Bandeirante de São Paulo) se abriram para a votação deste domingo , e as calçadas do Campo Limpo já estavam abarrotadas de santinhos.

O problema incomodou tanto a analista de sistemas Renata Inês Misael, 36, que ela desistiu de votar em um deputado cuja imagem estava estampada em vários papéis pela calçada.

Leia mais: Eleições começam com 582 urnas substituídas e 25 pessoas presas

"Além de a rua ficar feia, fica perigosa e escorregadia. Em alguns casos, prejudica até o candidato que tenta conquistar votos dessa maneira. Eu mudei o meu assim que cheguei para votar", afirmou.

A sujeira que fazem os papéis com nome e número dos políticos parece não incomodar apenas os eleitores do maior colégio eleitoral da cidade de São Paulo, como também os comerciantes da região.

O pipoqueiro Antônio Tomás de Aquino, 47, diz que as ruas sujas provocam a queda das vendas e se tornaram um problema para sua locomoção. "Geralmente os dias de eventos são os que eu mais faturo, mas hoje o movimento está fraco. Não consigo me locomover com facilidade por causa desses papéis. Nem meus clientes."

Veja ainda: Gilberto Kassab faz brincadeira com Paulo Skaf durante votação. Assista

É uma hipocrisia enorme você votar para alguém que promete melhorar o país, mas enche a rua de papel e pode causar um grande problema para a população (Nicole Aygadoux)

Se puxar o carrinho de pipoca parece ser uma tarefa difícil em dia de votação, empurrar o carrinho de Bernardo, bebê de 1 ano e 1 mês, é quase "missão impossível", como explicam os pais do pequeno, a professora particular Nicole Aygadoux, 24, e o analista de sistemas Stefan Magnini, 22.

"Incomoda e atrapalha. É perigoso para empurrar o carrinho do bebê e para andar, principalmente se houver chuva", disse Magnini. "É uma hipocrisia enorme você votar para alguém que promete melhorar o país, mas enche a rua de papel e pode causar um grande problema para a população", acrescentou Nicole.

Veja fotos das eleições de 2014 por todo o País:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.