"Eu espero vencer, mas não para tirar ninguém. Só espero ir ao Senado para trabalhar por São Paulo", disse o candidato

Serra, candidato do senado pelo PSDB em São Paulo, com a neta Gabriela em seu local de votação (5/10)
Carolina Garcia / iG
Serra, candidato do senado pelo PSDB em São Paulo, com a neta Gabriela em seu local de votação (5/10)

O tucano José Serra, candidato ao Senado em São Paulo, votou neste domingo em um colégio na capital paulista, declarando voto nos companheiros de partido e com a promessa de engajamento na campanha de Aécio Neves em um eventual segundo turno.

Acompanhado por nomes de peso do PSDB, como Geraldo Alckmin, que disputa a reeleição no Estado, e Aloysio Nunes, vice de Aécio, Serra se declarou confiante na vitória nas urnas. "Eu espero vencer, mas não para tirar ninguém. Só espero ir ao Senado para trabalhar por São Paulo em parceria com o governador", disse aos jornalistas em coletiva no Colégio Santa Cruz, em Alto de Pinheiros, na zona oeste, seção eleitoral do candidato.

Saiba tudo sobre as eleições 2014

Entre reforço de propostas e selfies com eleitores, Serra disse acreditar que Aécio irá para o segundo turno contra a atual presidente Dilma Rousseff, do PT. E se colocou à disposição do partido para atuar na campanha do colega de partido. "Tenho confiança que Aécio irá ao segundo turno e praticamente certeza que Alckmin ganha no primeiro. E estou à disposição para apoiá-lo e vou participar da campanha como o partido achar necessário", explicou.

Veja fotos dos candidatos votando pelo Brasil:

Serra aguardará a contagem dos votos em casa. À noite, se reunirá com outros membros do PSDB em clube de São Paulo. Mais cedo, por volta das 10h, ele acompanhou a família Alckmin na votação no bairro do Morumbi, na zona sul. O político votou nesta manhã ao lado da filha e de sua neta Gabriela.

Questionado por jornalistas se teve dificuldade para acordar cedo, já que é conhecido por ser uma pessoa noturna, Serra rebateu: "Que é isso, acordei às 7h30. Sou extremamente pontual". Ele aproveitou a presença da imprensa nas seções para alertar os eleitores que seu número tem três digitos e não dois, como ocorre na eleição do governador.

Serra inclusive abordou um eleitor e perguntou sobre o seu voto. O homem respondeu com orgulho: "Votei 45, Serra". Um comediante que acompanhava o tucano não perdeu a oportunidade e alertou o candidato. "Então você não votou certo, o meu são três dígitos, meu caro". O caso gerou risos entre assessores e jornalistas que estavam no local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.