Tucano cresceu na reta final e ultrapassou Marina; disputa entre petista e tucano retoma polarização PT versus PSDB

O segundo turno das eleições presidenciais será disputado entre a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), e o senador Aécio Neves (PSDB), conforme confirmou o TSE na noite deste domingo (05), quando mais de 90% dos votos válidos estavam apurados. Marina Silva (PSB) ficou em terceiro. 

Aécio teve um crescimento surpreendente na reta final. Há poucos dias, tanto o Ibope quanto o Datafolha indicavam um cenário de segundo turno entre Dilma e Marina, com o tucano ficando em terceiro. No entanto, levantamento dos dois institutos no dia anterior ao da eleição, sábado (04), já mostravam o senador á frente da candidata do PSB, mas ainda no limite da margem de erro. 

Mais: Veja a trajetória das pesquisas no primeiro turno 

Com 100% dos votos apurados, Dilma obteve 41,59% dos votos válidos, com 43.267.438 de eleitores A diferença para Aécio era de pouco mais de 8 milhões de votos. 

Aécio obtinha 34.897.196 (33,55 %) de eleitores naquele momento. O tucano conseguiu colocar uma diferença de 12,7 milhões sobre Marina. A candidata pontuava em 22.176.613 de votos (21,32 %).  

Boca de urna Ibope: Dilma e Aécio decidirão a eleição para presidente em 2º turno

Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves vão disputar o segundo turno das eleições 2014
Divulgação
Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves vão disputar o segundo turno das eleições 2014


Primeiro turno de reviravoltas

O resultado deste domingo encerra um primeiro turno cheio de reviravoltas. No início da corrida eleitoral, Aécio até figurava em segundo lugar nas pesquisas, atrás de Dilma. Mas no dia 13 de agosto, com a morte do então candidato presidencial do PSB, Eduardo Campos, o cenário mudou.

Marina Silva, que era vice na chapa de Campos, assumiu a cabeça de chapa do PSB. Na primeira pesquisa Datafolha depois da morte do ex-governador de Pernambuco , publicada em 18 de agosto, a candidata chegava a 21% das intenções de voto, empatando com Aécio, e com chances de vencer Dilma no 2º turno, com 47% preferência contra 43% da presidente. 

Primeiro turno: Relembre em 21 pontos os momentos mais importantes

Nas semanas seguintes, Marina disparou nas intenções de voto, deixando Aécio para trás. Com a subida da candidata do PSB, tanto o tucano quanto Dilma passaram atacá-la fortemente, criticando incoerências na postura da neossocialista. 

Os ataques surtiram efeito, e Marina, que chegou a empatar com Dilma em 34% no Datafolha do fim de agosto, viu suas intenções de voto derreterem, perdendo o segundo lugar para Aécio.

Veja como foi o primeiro turno das eleições presidenciais em fotos:

Mais polarização PT x PSDB

A escolha dos eleitores brasileiros trouxe de volta a polarização PT e PSDB, que marca as eleições no Brasil desde 1994, quando o tucano Fernando Henrique Cardozo venceu Luiz Inácio Lula da Silva. Em 1998, FHC bateu Lula mais uma vez.

Em 2002, foi a vez de Lula derrotar um tucano, o ex-ministro José Serra. O petista ficaria no governo até 2010, elegendo a sua sucessora, a própria Dilma.  

Com o resultado deste primeiro turno no domingo, Dilma e Aécio vão encarnar esta polarização que marca as eleições nacionais há 20 anos.  





    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.