Brasil tem 551 pessoas presas e 3,1 mil urnas substituídas

Por Wilson Lima , iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

No terceiro balanço parcial do Tribunal Superior Eleitoral aponta mais de 300 prisões por boca de urna em todo o país

O terceiro balanço parcial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgado na tarde deste domingo aponta que, nas primeiras seis horas de votação, 551 pessoas já foram presas acusadas de ilícitos eleitorais e 3,1 mil urnas foram substituídas por problemas técnicos em todo o Brasil. Dos presos por ilícitos eleitorais, 40 foram detidos por tentativa de compra de votos.

LEIA MAIS: Eleições têm 1.869 urnas substituídas: "Na média", diz presidente do TSE

Das 551 presas até o momento por crimes eleitorais, 332 foram detidas por promoção de boca de urna. A maior parte das prisões ocorreu no Rio de Janeiro, onde 94 pessoas foram presas por esse tipo de delito. Minas Gerais é o segundo Estado do Brasil com esse tipo de ocorrência: 53 prisões.

VEJA TAMBÉM: Força federal reforça segurança em 12 estados

Segundo o TSE, 40 pessoas foram presas até o momento por tentativa de compra de votos. Somente no Rio de Janeiro foram 11 prisões, e na Paraíba, outras quatro. Entre os presos por tentativa de compra de votos, quatro são candidatos a cargos eletivos.

Veja fotos das eleições em todo o Brasil:

Lixo eleitoral toma conta das ruas do município de Gama, no Distrito Federal (5/10). Foto: Pedro França/Agência SenadoTambém em Brasília, em Ceilândia, garoto passa pelo meio do lixo de material eleitoral (5/10). Foto: Ueslei Marcelino/ReutersFrango é preparado perto de colégio eleitoral no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/APCrianças jogam santinhos para o ar na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersArtista Mariana Vital realiza protesto contra as eleições na porta da Escola Britanica, local de votação de Skaf, em São Paulo (5/10). Foto: Leonardo Benassatto/Futura PressMais um momento da votação deste domingo (5/10). Foto: Agência BrasilPainel mostra como preencher formulário de justificativa nas eleições (5/10). Foto: Agência BrasilEleitores justificam o voto neste domingo de eleições (5/10). Foto: Agência BrasilIdosa cadeirante vota em seção especial em Brasília (5/10). Foto: Agência BrasilCasal veste camisa do Brasil no dia das eleições em São Paulo (5/10). Foto: Carolina Garcia/iGMulher senta ao lado de bandeira do Brasil em colégio eleitoral na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Silva Izquierdo/APPessoas vota na escola Ayrton Senna, na Rocinha, no Rio de Janeiro, neste domingo (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersGarotinha carrega boneca enquanto espera os pais votarem no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersSujeira de santinhos em frente a Universidade Anhanguera, em São Paulo (5/10). Foto: Amanda Campos/iGPipoqueiro aproveita movimentação em dia de votação em São Paulo (5/10). Foto: Amanda Campos/iGTrabalhora varre santinhos diante de colégio eleitoral em São Paulo (5/10). Foto: Ana Flavia Oliveira/iGHomem carrega cartaz em apoio a Dilma Rousseff e Padilha, candidato ao governo de São Paulo pelo PT, em local de votação na capital paulista (5/10). Foto: Nacho Doce/ReutersEleitores correm na abertura de colégio eleitoral na Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Silvia Izquierdo/APFila para votação em colégio em Brasília (5/10). Foto: Eraldo Peres/APSantinhos são espalhados pela rua em frente a colégio eleitoral em escola na Favela da Maré, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/APSoldados patrulham ruas da favela da Maré, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/APEleitores fazem fila para votar na Maré, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/APGaroto se ajoelha para votar em colégio eleitoral em São Bernardo do Campo, em São Paulo (5/10). Foto: Nacho Doce/ ReutersMãe leva filho para a votação em escola na Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Pilar Olivares/ReutersSegurança no domingo de eleições na Favela da Maré, no Rio de Janeiro (5/10). Foto: Leo Correa/AP

E AINDA: Três pessoas são detidas no Distrito Federal fazendo boca de urna

Os dados do TSE apontam que, das 551 pessoas detidas até o momento por ilícitos eleitorais, 55 são candidatos a cargos eletivos. Vinte e dois foram presos por promoção de boca de urna. Apenas no Rio de Janeiro, oito candidatos foram presos acusados de promover boca de urna.

Urnas substituídas

Pelos números do TSE, 3.122 urnas já foram substituídas e o maior número de ocorrências foi registrado no Rio de Janeiro, onde 517 urnas foram trocadas. Destaque também para São Paulo, onde houve 333 substituições. O Acre é o Estado com o menor número de substituições: 12 até o momento.

LEIA MAIS: TSE evita previsões, mas resultado de eleição deve sair às 21h

Um dado que vem sendo considerado positivo pelo TSE é o baixo número de locais em que estão sendo realizadas votações em papel. Em apenas duas sessões eleitorais ocorre a votação manual: uma no Espírito Santo e outra no Rio Grande do Norte.

Leia tudo sobre: eleições 2014presosurnasbalançoTSE

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas