Datafolha: Tarso tem 32%, Ana Amélia 28% e Sartori 23%

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Petista vinha em ascendente em relação a candidata do PP que, pela primeira vez, perde a liderança

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (2) indica que o governador e candidato à reeleição Tarso Genro (PT) lidera, pela primeira vez, a corrida ao governo gaúcho de forma isolada. Segundo o instituto, o petista soma 32% ante 28% da candidata do PP e 23% de José Ivo Sartori (PMDB).  O Datafolha ouviu 1.357 eleitores entre os dias 1 e 2 de outubro e a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Facebook
Tarso Genro (PT) lidera pela primeira vez pesquisa ao governo do RS


Leia mais: No RS, Tarso cresce e empata com Ana Amélia, aponta Datafolha

Ana Amélia mantém distância na liderança no Rio Grande do Sul, aponta Ibope




Veja os números:

- Tarso Genro (PT) – 32% 

- Ana Amélia Lemos (PP) – 28%

- José Ivo Sartori (PMDB) – 23%

- Vieira da Cunha (PDT) – 2%

- Roberto Robaina (PSOL) – 1%

- Estivalete (PRTB) – 0%

- Humberto Carvalho (PCB) – 0%

- Brancos/nulo/nenhum – 3%

- Não sabe – 11%

No último levantamento, de 26 de setembro, Ana Amélia e Tarso Genro apareciam empatados, ambos com 31%. Antes disso, no levantamento divulgado no último dia 18 de setembro, a candidata do PP tinha 37% e o petista, 27%.

Segundo turno e rejeição

O Datafolha fez três simulações segundo turno. No primeiro cenário, Ana Amélia supera Tarso Genro com 44% da preferência contra 41% do petista. Quando o confronto simulado é o de Sartori com Tarso, o peemebista soma 45% contra 40%. Quando confrontado com a candidata do PP, Sartori venceria novamente: 41% a 38%.

No item rejeição, Tarso Genro lidera com 27%, seguido de Estivalete (21%), Ana Amélia (21%), Roberto Robaina (16%), Vieira da Cunha (13%), Humberto Carvalho (13%) e José Ivo Sartori (8%).

A pesquisa foi realizada nos dias 1 e 2 de outubro. Foram entrevistados 1.357 eleitores em 54 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral local no número RS-00023/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-00933/2014.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas