Candidato do PSB ainda venceria no segundo turno tanto se a disputa fosse contra Frejat como em uma briga com Agnelo

Rodrigo Rollemberg, do PSB, faz campanha em feira livre em Brasília
Divulgação
Rodrigo Rollemberg, do PSB, faz campanha em feira livre em Brasília

Pesquisa Ibope divulgada na noite de terça-feira (30) mostra Rodrigo Rollemberg, do PSB, na liderança pela disputa do governo do Distrito Federal. O candidato aparece com 32% das intenções de voto na pesquisa estimulada. Em segundo lugar está Jofran Frejat, que assumiu a candidatura do PR depois da desistência de José Roberto Arruda, com 24%. Em terceiro vem Agnelo Queiroz (PT), que tem 19%. 

Relembre: Na 1ª pesquisa sem Arruda, Rollemberg lidera com 28%, mostra Ibope

Ibope de 25 de setembro: No DF, Rollemberg tem 31%, Frejat, 21%, e Agnelo, 19%

Os concorrentes Luiz Pitiman (PSDB) e Toninho do PSOL (PSOL) aparecem empatados com 3%. Veja todos os números: 

- Rodrigo Rollemberg (PSB): 32%
- Jofran Frejat (PR): 24%
- Agnelo Queiroz (PT): 19%
- Luiz Pitiman (PSDB): 3%
- Toninho do PSOL (PSOL): 3%
- Perci Marrara (PCO): 0%
- Branco/nulo: 9%
- Não sabe/não respondeu: 10%

Veja a evolução dos presidenciáveis na página de pesquisas do iG

O Ibope ainda fez simulações de segundo turno no Distrito Federal. Rollemberg sairia vencedor diante de Frejat e Agnelo Queiroz. Na disputa com o rival do PR, ele levaria a melhor com 49% a 30% das intenções de voto. Brancos e nulos seriam 12% e 9% não souberam ou não quiseram responder. Já diante do concorrente do PT, Rollemberg ficaria com 57% a 23%. Brancos e nulos seriam 13% e 8% não souberam ou não quiseram responder. 

Se o segundo turno fosse entre Frejat e Agnelo, o herdeiro de Arruda venceria com 48% a 28%. Brancos e nulos seriam 15% e 9% não souberam ou não quiseram responder. 

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo. Foram ouvidos 1.806 eleitores em todo o Distrito Federal entre os dias 27 e 30 de setembro. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número DF-00061/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-0904/2014.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.