PT já busca culpados para mau desempenho de Padilha em SP

Por Brasil Econômico - Gilberto Nascimento | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Com formato muito pasteurizado, Padilha não teria conseguido se diferenciar de Paulo Skaf, segundo colocado

Brasil Econômico

O primeiro turno da campanha eleitoral ainda nem acabou e o PT paulista já começa a procurar os responsáveis pelo mau desempenho do ex-ministro Alexandre Padilha na disputa pelo governo do Estado. As críticas são à despolitização da campanha. Com um formato muito pasteurizado, Padilha não teria conseguido se diferenciar de Paulo Skaf (PMDB), segundo colocado nas pesquisas. Reclamam que, concentrado na campanha nacional, o marqueteiro João Santana dedicou pouco tempo à disputa em São Paulo. Além disso, Padilha não soube explorar os pontos considerados fracos da gestão de Geraldo Alckmin (PSDB), que pode garantir a reeleição no próximo domingo. Crise hídrica, violência policial e o escândalo do trensalão são exemplos. Petistas avaliam que não souberam apresentar os investimentos federais em São Paulo.

Acuados, querem que Padilha vá ao ataque nesta semana para evitar um resultado ainda pior. Até agora, Padilha permanece nas pesquisas abaixo de 10%. Desde a redemocratização, o PT só ficou abaixo desse percentual duas vezes: em 1982, quando Lula foi candidato na primeira eleição após a ditadura, e em 1990, com Plínio de Arruda Sampaio.

Ibope: Alckmin cai para 45% e Skaf sobe para 19% em SP; Padilha chega a 11%

Alexandre Padilha, candidato do PT ao governo de São Paulo, participa de ato “Nem que a Vaca Tussa”, em defesa dos direitos trabalhistas, no centro da cidade (26/9). Foto: Paulo Pinto/ AnalíticaCandidatos ao governo de São Paulo participam de debate na TV Record (26/9). Foto: Paulo Pinto/ AnalíticaPausa para pastel durante caminhada de Padilha em Guaianazes (25/9). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaPadilha conta com apoio de Lula em carreata e comício em Guarulhos (24/9). Foto: Ricardo Stuckert/PRAlckmin solta peixe na estação de tratamento de esgoto de Várzea Paulista (22/9). Foto: Alckmin 45Governador e candidato à reeleição pelo PSDB, Geraldo Alckmin planta árvore em visita a obras do parque Várzea do Tietê (25/9). Foto: Alckmin 45Skaf leva cachorro para passear no Parque do Ibirapuera, em São Paulo (28/9). Foto: Ayrton Vignola/Skaf OficialSkaf tem encontro com PMs portadores de deficiência em associação em São Paulo (25/9). Foto: Ayrton Vignola/Skaf OficialAlckmin faz caminhada pela cidades do ABC paulista no final de semana (21/9). Foto: Twitter/Geraldo AlckminPadilha vesta camisa a favor de Dilma e anda de bicicleta ao lado de Fernando Haddad, prefeito de São Paulo, na capital paulista (21/9). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaPadilha faz campanha em feira na zona norte de São Paulo (21/9). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaSkaf visita o Hospital Geral de Vila Penteado Doutor Jose Pengella, na região norte de São Paulo (20/9). Foto: William Volcov/Skaf 15Paulo Skaf faz campanha em Santos fala em fazer ligação terrestre entre a cidade e a vizinha Guarujá, no litoral de São Paulo (19/9). Foto: Divulgação/SkafPadilha faz campanha em Birigui, no interior de São Paulo, e conhece fábrica de sapatos (18/9). Foto: Paulo Pinto/Fotos PúblicasAlckmin acompanha presidenciável Aécio Neves no VI Coletivo da Mulher Metalúrgica, em São Paulo (18/9). Foto: Emiliano Capozoli/Coligação Muda BrasilPadilha posa com crianças e adolescentes da Associação Capão Cidadão e Bloco do Beco, em Capão Redondo (18/9). Foto: Paulo Pinto/Fotos PúblicasAlckmin visita obras da Maternidade Santa Isabel, em Bauru, e faz pausa em padaria no caminho (17/9). Foto: Marcelo Ribeiro/ Alckmin 45Skaf visita projeto Fazenda Boa Esperança, em Guaratinguetá, no interior de São Paulo (16/9). Foto: Divulgação/SkafPadilha visita visita a estação do monotrilho na Vila Prudente, em São Paulo (16/9). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaAlckmin visita obras do primeiro museu judaico da América Latina. Local vai funcionar onde existia uma sinagoga da década de 30 (16/9). Foto: Facebook/Geraldo AlckminAlckmin posa com bebê no colo em visita a Expoá (14/9). Foto: Facebook/Geraldo AlckminSkaf, que promete ampliar campanhas para estimular adoção de animais, visita projeto Adotei e posa ao lado da apresentadora Luisa Mell (14/9). Foto: Facebook/Paulo SkafPadilha faz campanha e caminhada com mulheres em São Paulo (13/9). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaAlexandre Padilha joga futebol durante visita à escola em caminhada em Araras, no interior de São Paulo (10/9). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaAlckmin toma cafezinho em dia de visita ao o Programa Detecta, sistema inteligente de monitoramento de crimes no estado de São Paulo (12/9). Foto: Alckmin 45Governador Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à reeleição visita a Etec Santa Ifigênia, em São Paulo (27/8). Foto: Alckmin 45Alckmin visita as obras da Linha 5 do Metrô e a Linha 17 do Monotrilho (19/9). Foto: Alckmin 45Paulo Skaf acompanha carreata em São Paulo (13/9). Foto: Ayrton Vignola/Skaf 15Carreata para Paulo Skaf nas ruas de São Paulo (13/9). Foto: Divulgação/SkafAlckmin acompanha o presidenciável Aécio Neves em café da manhã com operários da construção civil em São Paulo (28/8). Foto: Marcus Fernandes/Coligação Muda BrasilSorriso aberto de Alckmin na visita aofuturo Hospital Especializado em Trauma, em São Paulo (158/9). Foto: Marcelo Ribeiro/ Alckmin 45Paulo Skaf visita Conjunto Habitacional em Marília, no interior de São Paulo (10/9). Foto: Willian Volcov/Skaf 15Skaf encontra com militantes do rival pelo governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, durante dia de campanha no Mercado da Lapa (22/8). Foto: Ayrton Vignola/Skaf 15Skaf discursa e faz campanha em encontro ro PMDB em Jales, no interior de São Paulo (30/8). Foto: Ayrton Vignola/ Skaf 15Candidatos ao governo do Estados de São Paulo participam de debate na TV Band (23/8). Foto: Paulo Pinto/Fotos PúblicasPaulo Skaf toma café com eleitor no bairro Jardim Vera Cruz, em São Paulo (21/8). Foto: Ayrton Vignola/Skaf 15Padilha é abraçado por eleitores durante caminhada Heliópolis, na periferia de São Paulo (30/8). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaPadilha e Lula em evento do diretório nacional do PT, em São Paulo. Ex-presidente também faz campanha com o candidato ao governo paulista (5/9). Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula Geraldo Alckmin faz campanha para José Serra, candidato do PSDB ao Senado em São Paulo (6/9). Foto: Facebook/Geraldo AlckminPaulo Skaf encontra com família em Itaquera (7/9). Foto: Facebook/Paulo SkafSkaf conversa com crianças durante caminhada pela periferia em São Paulo (7/9). Foto: Facebook/Paulo SkafSkaf visita comunidade México 70, em São Vicente, litoral de São Paulo (5/9). Foto: Facebook/Paulo SkafOs candidatos Dilma Rousseff e Alexandre Padilha participam de encontro com mulheres. Foto: Paulo Pinto/ AnalíticaO candidato do PT ao governo paulista, Alexandre Padilha, e Lula fazem caminhada em São José dos Campos. Foto: Divulgação/PTDilma faz carreata ao lado de Padilha, candidato ao governo de São Paulo, pelas ruas de Osasco e aproveita para comer um cachorro-quente (9/8). Foto: Ichiro Guerra/PTDebate governadores SP para o SBT. Foto: ReproduçãoSkaf posa para fotos em caminhada em Sorocaba, interior de São Paulo (2/9). Foto: Facebook/Paulo SkafDebate governadores SP para o SBT. Foto: ReproduçãoSkaf come um pastel durante caminhada de campanha para o governo de São Paulo (13/8). Foto: Instagram/skafoficialAo lado de Geraldo Alckmin, Aécio Neves faz caminhada em Santos com direito a pausa para um pastel (2/9). Foto: Igo Estrela/ObritoNewsGeraldo Alckmin faz caminhada em Santos e ganha beijo de eleitora (2/9). Foto: Facebook/Geraldo AlckminAo lado de Alckmin, Aécio Neves visita à Estação Vila Prudente, da Linha 15 Prata do monotrilho, em São Paulo (29/8). Foto: Ana Flavia Oliveira/iGDebate governadores SP para o SBT. Foto: ReproduçãoAlckmin conversa com imprensa e moradores durante caminhada em Botucatu (8/8). Foto: Sérgio Viana/ Notícias.BotucatuAlckmin acompanha missa em Pirapora do Bom Jesus, no interior de São Paulo (7/8). Foto: Twitter/@geraldoalckimin_Tucanos Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra fazem selfie na fábrica Wurth, em São Paulo (07/08). Foto: Divulgação/PSDBAlckmin, candidato ao governo de SP pelo PSDB visita Feira Tecnológica, em São Paulo, com Serra e Aécio Neves (27/6). Foto: Marcos Fernandes/ObritoNewsGeraldo Alckmin também faz pausa para um pastel em visita à Feira Tecnológica da Zona Leste paulistana (26/7). Foto:  Marcos Fernandes/ObritoNewsAlckmin recebe apoio da mulher e de Aécio Neves, candidato do partido à Presidência, durante convenção do PSDB (29/6). Foto: Reprodução/Twitter @geraldoalckmin_Governador e candidato à reeleição almoça em restaurante do programa Bom Prato em São Paulo (11/7). Foto: Reprodução/Facebook oficial Geraldo AlckminSkaf, presidente licendiado da Fiesp/Sesi, visita Escola Senai Suíço-Brasileira Paulo Ernesto Tolle, em Santo Amaro (13/8). Foto: Ayrton Vignola/ Skaf 15Skaf caminha pelo bairro Vera Cruz, na zonal sul de São Paulo, conversa com moradores e tira fotos do local (9/8). Foto: Ayrton Vignola/Skaf OficialAlexandre Padilha, candidato do PT ao governo de São Paulo, no primeiro programa eleitoral. Foto: ReproduçãoCandidato do PMDB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, mostra celular durante sabatina no jornal o Estado de S.Paulo. Foto: Futura PressSkaf anda de trem durante caminhada de campanha pela zona leste de São Paulo (3/8). Foto: Facebook/Paulo SkafPaulo Skaf, candidato do PMDB, anda de metrô e faz campanha por mais transporte público em São Paulo (15/7). Foto: Facebook/Paulo SkafCandidato ainda posa para fotos com funcionários na estação Vila Madalena do metrô (15/7). Foto: Facebook/Paulo SkafPaulo Skaf se encontra com jovens do PMDB (22/6). Foto: Facebook/Paulo SkafPaulo Skaf durante convenção estadual do PMDB, em São Paulo. Foto: André Lucas Almeida/Futura PressSkaf foi referendado em votação de 599 delegados, sendo 596 votos a favor. Foto: André Lucas Almeida/Futura PressEx-ministro Alexandre Padilha foi ao IML nesta manhã, em São Paulo. Foto: Ana Flávia Oliveira/ iG São PauloComitiva do PT em carreata por Osasco. Na foto aparecem Dilma, Padilha, Marta e Eduardo Suplicy (9/8). Foto: Paulo Pinto/AnaliticaDilma e Padilha, candidato ao governo de São Paulo, fazem encontro com juventude na capital paulista (11/8). Foto: Ichiro Guerra/ Dilma 13Na chuva, Padilha, candidato do PT ao governo, faz campanha pelas ruas de Franco da Rocha (24/7). Foto: Twitter/@PadilhandoAlexandre Padilha faz caminhada pelo centro de São Paulo para lançar sua candidatura ao governo. Lula marcou presença no evento (18/7). Foto: PAULO PINTOAlencar, deputado estadual do PT, e o senador Eduardo Suplicy também participaram da caminhada em São Paulo (18/7). Foto: Twitter/@Padilha13SPAlexandre Padilha é visto em convenção do PT que lançou sua candidatura ao governo de São Paulo. Foto: Futura Press

Nas duas últimas eleições estaduais, ambas com o atual ministro Aloízio Mercadante, o partido conseguiu ficar acima dos 30% dos votos válidos. O temor é que o resultado também provoque uma queda nas bancadas de deputados estaduais e federais do PT de São Paulo, o que causará outros impactos na disputa política daqui por diante. O partido é hoje o principal opositor na Assembleia Legislativa a Alckmin, que pode voltar a ser o nome de maior destaque do PSDB.

Perda de hegemonia

O PT tem ainda a maior bancada da Câmara, com 87 parlamentares, 16 deles eleitos por São Paulo. Por isso, um resultado ruim no Estado pode até atrapalhar a hegemonia nacional. Há receio entre petistas de que o partido reduza até pela metade suas bancadas estadual e federal por São Paulo.

O exército petista

Embora reconheçam ser praticamente impossível levar Alexandre Padilha ao segundo turno, petistas prometem, ao menos, cair lutando. Confiam na mobilização de militantes nesta reta final para melhor os índices do ex-ministro da Saúde. Um dirigente estadual diz que os principais candidatos a deputado distribuirão nos próximos dias entre 70 milhões e 100 milhões de santinhos com os nomes dos candidatos do partido. Acreditam que, com esse reforço, Padilha crescerá. Ressaltam ainda que há uma equipe de campanha com 25 mil pessoas, além de um outro exército de 12 mil militantes, lotados em prefeituras e sindicatos, que foram chamados para ir às ruas.

CPMF: nem marineiro consegue entender

A nota divulgada pela campanha da presidenciável Marina Silva sobre os votos dela como senadora sobre a criação da CPMF é tão simples que mesmo os dirigentes da Rede, grupo criado pela candidata, se confundem ao explicá-la. Dois parlamentares da corrente discutiam ontem se ela votou contra a proposta original ou para derrubar uma emenda que prejudicava seu conteúdo. No final, concordaram em um ponto: seria algo difícil de explicar para quem não estava no Congresso.

Sindicalista dá duplo apoio a candidata

A campanha de Marina Silva (PSB) resolveu aproveitar a dupla jornada do metalúrgico Ubiraci Dantas de Oliveira, o Bira. Em um encontro com sindicalistas na semana passada, ele foi apresentado como presidente da CGTB. Ontem, Bira esteve presente a outro encontro com Marina. Desta vez, como militante do movimento negro. Ele é vice-presidente do Congresso Nacional Afro-Brasileiro.

“Acho lamentável que ainda tenhamos que debater isso na campanha presidencial. Falta a importante criminalização da homofobia” -  Jean Wyllys, deputado federal (Psol-RJ), ao acionar o MP de São Paulo, por causa de declarações de Levy Fidelix

*Com Leonardo Fuhrmann

Leia tudo sobre: Eleições 2014eleições 204 sp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas