Luciana Genro diz que declarações de Levy Fidelix sobre gays são monstruosas

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em visita à exposição da cartunista Laerte, presidenciável do PSOL defendeu criminalização da homofobia e da transfobia

Agência Brasil

A candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, visitou nesta quarta-feira (1º) a "Ocupação Laerte", uma retrospectiva dos mais de 40 anos do trabalho da cartunista Laerte, em exposição no Itaú Cultural. A mostra pode ser vista até 2 de novembro.

Luciana disse que admira o trabalho de Laerte e "sua coragem em se assumir e de mostrar como é importante que as pessoas tenham autenticidade e expressem livremente sua orientação sexual e identidade de gênero”. O cartunista, de 63 anos, adotou, há quatro anos, a prática do crossdressing, hábito de se vestir com roupas normalmente reservadas ao sexo oposto.

Do iGay: Declarações de Fidelix causam revolta em organizações LGBT 

Dilvulgação/PSOL
Luciana Genro visita exposição da cartunista Laerte

A candidata aproveitou a visita para ressaltar sua proposta para a população LGBT (lésbicas,gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros) e manifestar repúdio a declarações feitas domingo (26), em debate na TV, pelo candidato do PRTB à Presidência, Levy Fidelix, que considerou “homofóbicas, persecutórias e monstruosas”. Luciana defendeu a necessidade de "criminalizar a homofobia e a transfobia” e a aprovação e distribuição do kit Escola sem Homofobia, para ensinar as crianças a respeitar a diversidade.

Durante a visita, Laerte manifestou apoio à candidatura de Luciana Genro e também condenou as declarações de Fidelix.

Leia também: TSE pode julgar denúncias de homofobia contra Levy Fidelix

Leia tudo sobre: Eleições 2014Luciana Genroigay

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas