Dilma diz que denúncia sobre dinheiro da Petrobras em campanha é “factoide”

Por Marcel Frota - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente procurou se blindar da acusação ao destacar que seu então tesoureiro foi o único responsável por arrecadação em 2010 e que contas foram aprovadas

A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata a reeleição, classificou como “factoide” a denúncia de que sua campanha teria recebido em 2010 recursos desviados da Petrobras. Segundo reportagem da revista "Veja", o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, disse a autoridades que teria sido procurado por Antonio Palocci, então um dos coordenadores da campanha presidencial do PT, com um pedido de colaboração para o comitê de Dilma no valor de R$ 2 milhões.

“Isso é um factoide”, disse a presidente durante entrevista coletiva realizada no final da manhã deste sábado (27) em Brasília. “Factoide esse que a revista 'Veja' costuma colocar nas suas páginas nas vésperas da eleição. A minha campanha tinha um tesoureiro, que é o ex-deputado José di Filipi. Foi ele quem apresentou as minhas contas para o TSE [Tribunal Superior Eleitoral], assinou-as, arrecadou, prestou contas e teve as contas aprovadas. O resto é factoide pré-eleitoral”, rebateu Dilma.

As denúncias de Paulo Roberto Costa, segundo a reportagem, teriam sido feitas para a Justiça no final do mês de agosto. O ex-dirigente da Petrobras deu as informações como forma de conseguir o benefício da delação premiada, quando um investigado colabora com a Justiça em troca de redução de eventual pena condenatória. A investigação foi deflagrada no âmbito da operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Ainda de acordo com o depoimento de Paulo Roberto Costa, Palocci não voltou a procurá-lo. Ele afirmou que encaminhou a demanda de Palocci para que o doleiro Alberto Youssef cuidasse da questão.

Youssef foi preso em março durante a operação Lava Jato. Paulo Roberto Costa teria entregado à Justiça uma lista com dezenas de nomes de congressistas que teriam recebido dinheiro desviado da Petrobras.

Leia tudo sobre: eleições 2014eieiçõesdenúnciaDilmaPetrobrascampanha

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas