No embate promovido pela TV Record com candidatos ao governo de São Paulo, Padilha disse que governador tucano “tira dos pobres para dar aos mais ricos”

Os principais candidatos ao governo de São Paulo participaram na noite desta terça-feira (26) de um debate na TV Record. Logo no início do primeiro bloco, o candidato Paulo Skaf (PMDB) polemizou com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), que tenta a reeleição.

Datafolha: Alckmin tem 51%, Skaf, 22%, e Padilha, 9%

Skaf criticou o fato do programa eleitoral de Alckmin usar atores para criticá-lo, dizendo que o candidato passou a cobrar taxas em escolas ligadas à Federação de Indústrias de São Paulo. O peemedebista é presidente licenciado da entidade.

Veja imagens do debate da TV Record:

Depois de ressaltar que o Estado de São Paulo investe 30% de suas verbas em educação, Alckmin reafirmou as críticas ao peemedebista. “Candidato Skaf mentiu, prometeu que não ia cobrar e não cumpriu”, criticou o tucano, que apelidou o adversário como “candidato das taxas”.

O candidato do PMDB rebateu, dizendo que o governo distribui mal os recursos financeiros do governo. “Ele gasta muito mal em São Paulo. A educação é muito ruim em São Paulo”, atacou Skaf.

Quando estava fazendo uma pergunta para o candidato Walter Ciglioni (PRTB), Padilha aproveitou para atacar Alckmin. “O que você acha de um governador que tira dos pobres para dar aos mais ricos. Alckmin retirou leitos do SUS para destinar aos mais ricos”, criticou o petista.

Alckmin contra-atacou no mesmo bloco. “O Padilha tenta se vitimizar, mas na realidade a vítima é o usuário do SUS, porque ele deixou de investir R$ 12 bilhões”, disse o tucano, lembrando a gestão do petista no ministério da Saúde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.