Fotógrafo da agência Associated Press foi agredido por seguranças; equipamento de R$ 15 mil chegou a ser furtado

Agência Brasil

Uma confusão entre seguranças e um fotógrafo da agência Associated Press acabou manchando nesta sexta-feira (26) uma agenda de campanha do presidenciável tucano Aécio Neves em Taboão da Serra (SP).

Em visita às obras de uma agência do Poupatempo no município, o senador mineiro, que estava acompanhado do governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) e de outros candidatos do partido, tentaram dar início a uma confusa caminhada, logo interrompida.

O repórter da Associated Press, André Penner, de 49 anos, que trabalhava acompanhava o ato, foi agredido e teve a máquina furtada. Ele acusou seguranças do candidato e do partido pela agressão.

Leia mais: Derrota de Aécio e vitórias de Alckmin e Serra reacenderão disputa no PSDB

Vox Populi: Dilma tem 38%, Marina, 25%, e Aécio, 17%

Impedido de inaugurar obras, Alckmin triplica visitas a construções na campanha

"[Os seguranças] me passaram para um canto, para ninguém ver, me agrediram, me derrubaram e me deram soco.” De acordo com Penner, a máquina furtada está avaliada em cerca de R$ 15 mil.

Adriana Spaca, fotógrafa da Brasil Photo Press, disse que viu a agressão. “Foi um empurra-empurra. Veio um segurança, colocou ele [Penner] no canto e vieram uns três ou quatro que deram um soco na cabeça dele. Ele caiu e a câmera dele sumiu. A imprensa não pode trabalhar?”, questionou Adriana.

Mais tarde, Penner disse à Agência Brasil que foi procurado por um homem segundo o qual a “máquina apareceria” logo. Pouco tempo depois, a câmara foi devolvida intacta. Penner disse que, até o momento, não foi procurado por ninguém da campanha e que pretende registrar um boletim de ocorrência sobre a agressão.

Procurada pela reportagem, a equipe da campanha de Aécio Neves lamentou o incidete e disse que divugará nota sobre o caso.

Programa de governo

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, informou nesta sexta-feira (26), em Taboão da Serra (SP), que divulgará seu programa de governo na próxima segunda-feira (29). Segundo o candidato, o programa deixa claros os caminhos que percorrerá, se for eleito, aumentar a taxa de investimentos e gerar mais empregos no país.

"Isso será feito por meio do resgate das agências reguladoras e com respeito aos contratos", disse Aécio, em rápida entrevista ao lado das obras de construção de uma agência do Poupatempo na cidade.

Na entrevista, o tucano reafirmou que sua candidatura é a única capaz de fazer o país retomar o crescimento, gerar empregos de qualida e qualificando os jovens para os novos mercados. "Não há solução para o Brasil sem a retomada do crescimento”, enfatizou o senador mineiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.