Ana Amélia mantém distância na liderança no Rio Grande do Sul, aponta Ibope

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Candidata do PP passou de 38% para 37% na pesquisa de intenção de voto. Tarso Genro, rival do PT, segue com 30%

Facebook/Ana Amelia Lemos
Ana Amélia Lemos durante campanha pelo governo do Rio Grande do Sul em Guaíba

O cenário se mantém estável na corrida pelo governo do Rio Grande do Sul, aponta pesquisa Ibope divulgada na quarta-feira (24). Ana Amélia Lemos, candidata do PP, segue na liderança. Apesar de ter perdido um ponto percentual em relação a última pesquisa, de 9 de setembro, ela ainda tem vantagem e fica com 37% das intenções de voto. Tarso Genro, governador que tenta a reeleição pelo PT, manteve os 30% do levantamento anterior. 

Mais pesquisa: Ana Amélia segue na frente no RS com 37%, mostra Datafolha

José Ivo Sartori, do PDMB, completa a lista dos primeiros colocados na pesquisa. Ele saiu de 11% no começo do mês e agora aparece com 15%. Veja todos os números: 

Ana Amélia Lemos (PP) – 37% 
Tarso Genro (PT) – 30%
José Ivo Sartori (PMDB) – 15%
Vieira da Cunha (PDT) – 1%
Roberto Robaina (PSOL) – 0%
Humberto Carvalho (PCB) – 0%
Estivalete (PRTB) – 0%
Branco/nulo – 7%
Não sabe/não respondeu – 9%

Nos cenários para o segundo turno, Ana Amélia leva vantagem sobre Genro e sobre Sartori. Ela venceria o petista por 47% a 33%. Nesse caso, brancos e nulos seriam 10% e indecisos também seriam 10%. Na disputa contra Sartori, a concorrente do PP ficaria com 44% contra 26% do rival. Aqui, brancos seriam 10% e indecisos, 19%.

A outra possibilidade levantada pela pesquisa foi entre Genro e Sartori. Dessa vez a vitória seria do candidato do PT, por 38% a 35%. Brancos seriam 10% e indecisos, 17%. 

A pesquisa Ibope foi encomendada pela RBS e feita entre os dias 21 e 23 de setembro. O instituto ouviu 1.008 eleitores em 61 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número RS-00020/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-00768/2014.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas