Pimenta da Veiga segue em segundo lugar, com 25% das intenções de voto. Veja todos os números da pesquisa

Fernando Pimentel, candidato ao governo de Minas pelo PT, faz campanha ao lado de Dilma Rousseff em Ribeirão das Neves (22/9)
Paulo Liebert/Fotos Públicas
Fernando Pimentel, candidato ao governo de Minas pelo PT, faz campanha ao lado de Dilma Rousseff em Ribeirão das Neves (22/9)

O Ibope divulgou, na terça-feira (23), mais uma pesquisa de intenção de voto para o governo do estado de Minas Gerais. Fernando Pimentel, do PT, segue na liderança isolada e venceria no primeiro turno, com 44%. Em segundo lugar continua Pimenta da Veiga, do PSDB, com 25%. 

Debate iG/RedeTV: Ausente, Pimentel é acusado de fugir do confronto 

O petista venceria as eleições no dia 5 de outubro porque o percentual intenção de votos que ele alcançou é maior que a soma dos demais concorrentes. O candidato subiu um ponto percentual em relação ao levantamento anterior , realizado pelo instituto entre 13 e 15 de setembro. O concorrente do PSDB subiu dois pontos percentuais.

Pesquisa anterior: Pimentel dispara e lidera com 6 pontos percentuais de vantagem

Veja todos os números da pesquisa Ibope:

Fernando Pimentel (PT) – 44% 
Pimenta da Veiga (PSDB) – 25%
Tarcísio Delgado (PSB) – 4%
Fidélis (PSOL) – 1%
Eduardo Ferreira (PSDC) – 1%
Professor Túlio Lopes (PCB) – 1%
Cleide Donária (PCO) – 1%
Brancos e nulos: 9%
Não sabe: 14%

2º turno

Apesar da vantagem, o Ibope também simulou um cenário de segundo turno para o governo de Minas Gerais. Mais uma vez, Fernando Pimentel venceria. Ele ficaria com 48% dos votos contra 28% de Pimenta da Veiga. Brancos e nulos seriam 10%. Os que não souberam ou não quiseram responder foram 15%. 

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) sob o número 00114/2014 e foi encomendada pela TV Globo. O instituto entrevistou 2.002 eleitores entre os dias 20 e 22 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.