Para Suplicy, Dilma tem de acabar com "barganha e toma lá, dá cá" do PMDB

Por iG São Paulo - |

compartilhe

Tamanho do texto

Em entrevista ao iG, candidato ao Senado por São Paulo critica principal sigla aliada de Dilma e reconhece que PMDB tem feito o Governo Federal refém no Congresso Nacional

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) ataca o PMDB, principal aliado da petista Dilma Rousseff, por barganhar cargos em troca de apoio político.

“Eu acho que o PMDB às vezes age com esse tipo de barganha, de toma lá, da cá, que eu não acho saudável”, afirma Suplicy, em entrevista ao programa Opinião, do iG. Ele foi entrevistado por Tales Faria, publisher do portal, Rodrigo de Almeida, diretor de Jornalismo, Clarissa Oliveira, diretora da sucursal de Brasília, e Vitor Sorano, repórter.

Perguntado, o senador reconheceu que os governos do PT se deixaram tornar reféns do PMDB no Câmara dos Deputados e no Senado.

“Eu acho que aconteceu algumas vezes esse tipo de tentativa de dificultar as relações do governo e do Congresso Nacional e eu acho que não são as relações mais saudáveis, e isso não apenas para o PMDB, mas para outros”, opinou o senador e candidato à reeleição. 

Suplicy está atrás nas pesquisas de intenção de voto, algo inédito desde 1990, quando venceu sua primeira eleição ao Senado. O Ibope, divulgado na última terça-feira (23), lhe dá 25% ante 34% do ex-governador José Serra (PSDB). No Datafolha, os números são 31% e 34%, respectivamente, o que configura empate técnico.

Leia mais: Historicamente favorito, Suplicy enfrenta eleição mais difícil em 24 anos

O petista, porém, evitou dizer que este pleito seja o mais complicado nesses 24 anos. “Está sendo uma eleição difícil, e eu respeito os meus adversários”, argumenta Suplicy. [Mas] toda eleição é difícil."

Programa Opinião: Possibilidade de desistir é zero, diz Kassab

Em São José dos Campos (SP), José Serra faz campanha com presidenciável Aécio Neves e com governador Geraldo Alckmin, candidato à releição por SP. Foto: Twitter/@geraldoalckimin_No bairro paulistano de Santo Amaro, Eduardo Suplicy faz campanha com presidenciável Dilma Rousseff (PSDB) e Alexandre Padilha, candidato petista ao governo de SP. Foto: Paulo Pinto/AnaliticaGilberto Kassab faz campanha na capital paulista . Foto: Divulgação/PSDO ex-governador José Serra (PSDB), que lidera a disputa pelo Senado em São Paulo. Foto: DivulgaçãoEduardo Suplicy (PT) tenta seu quarto mandato ao Senado por São Paulo . Foto: Divulgação/PTGilberto Kassab (PSD), ex-prefeito de SP, ajuda a tornar a disputa pelo Senado  mais competitiva. Foto: Último Segundo


Leia tudo sobre: eleições 2014eleições 2014 speduardo suplicypmdbpt

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas