TSE libera site de propaganda de Dilma

Por Agência Brasil - |

compartilhe

Tamanho do texto

PT assumiu responsabilidade sobre página "Muda Mais", que havia sido retirada do ar a pedido de Marina Silva, do PSB

Agência Brasil

Divulgação/PT
Página com material de apoio a Dilma havia sido tirada do ar a pedido de Marina Silva

O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reconsiderou nesta quinta-feira (18) sua decisão e determinou a liberação do site mudamais.com, da coligação Com a Força do Povo, da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT).

Na terça-feira (16), o ministro determinou que página fosse retirada do ar, por considerá-la como propaganda eleitoral irregular.

Benjamin reviu a decisão após recurso apresentado pelo PT, que alegou ser o proprietário do site.

“Por se tratar de irregularidades de natureza estritamente formal, autorizo, desde logo, a retomada do sítio eletrônico”, decidiu o ministro.

A reclamação originária foi encaminhada ao TSE pela coligação Unidos pelo Brasil, da candidata Marina Silva (PSB). Na primeira decisão, o ministro entendeu que a página deveria ser retirada ao ar por não ter sido identificada como site oficial da campanha eleitoral de Dilma.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas