Dilma foi questionada a respeito de Guido Mantega e disse que trocaria a equipe em caso de reeleição

Reuters

(Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse nesta sexta-feira (5) que a declaração da presidente Dilma Rousseff (PT) de que terá uma equipe nova se for reeleita significa que "o Brasil a partir de hoje não tem mais ministro da Fazenda". A declaração foi feita após a Dilma ser questionada sobre Guido Mantega.

“Ela desautorizou o ministro da Fazenda de uma forma, a meu ver, inusitada", afirmou Aécio em Esteio (RS).

Economia: Dilma diz que não vai buscar centro da meta de inflação às custas de desemprego

Ataques:  Aécio usa TV para reforçar o que chama de contradições de Marina

Declaração:  Dilma diz que mudará equipe em eventual segundo mandato

"Equipe econômica você mantém ou substitui, você não anuncia que vai substituir daqui a quatro meses, porque nenhuma das negociações, nenhum dos entendimentos que eles tiverem que conduzir passa a ter credibilidade depois desse anúncio”, acrescentou.

Veja os principais momentos da campanha de Aécio Neves

Na quinta-feira, ao ser perguntada sobre Mantega, Dilma disse "governo novo, equipe nova, não tenha dúvida disso". Nesta sexta-feira em Brasília, o ministro evitou contato com jornalistas.

No debate dos presidenciáveis da Band, Aécio anunciou que o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga será seu ministro da Fazenda, se for eleito.

O tucano apareceu num distante terceiro lugar nas intenções de voto para o primeiro turno em pesquisas Ibope e Datafolha divulgadas nesta semana. A corrida presidencial é liderada por Dilma e pela candidata do PSB, Marina Silva.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.