TSE rejeita pedido de tropas federais para eleição no Rio de Janeiro

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Ministro do TSE disse que, em casos de situação específica de perigo, serão adotadas as medidas de segurança necessárias

Reuters

Getty Images
Forças armadas foram usadas para segurança no Rio de Janeiro nas eleições 2012

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) rejeitou o pedido do TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro) de envio de tropas federais ao Estado para atuar na campanha e nas eleições de outubro.

Leia mais: Com decisão unânime no TRE, Rio pede forças federais durante campanha e votação

A decisão foi tomada na noite de quinta-feira pela corte eleitoral, sob o argumento de que a Secretaria de Segurança do Estado manifestou não haver necessidade de apoio de tropas federais.

Um levantamento feito pela própria secretaria, no entanto, apontou a existência de cerca de 50 áreas críticas e restritas aos candidatos, algumas delas mesmo em comunidades com a presença de UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora).

Candidatos denunciaram ao TRE-RJ a dificuldade em fazer campanha em algumas áreas dominadas por traficantes e milicianos que estariam cobrando um "pedágio" para permitir sua entrada.

O ministro do TSE Henrique Neves afirmou que, em caso de situação específica de perigo, "poderão ser adotadas as medidas necessárias”.

Leia tudo sobre: eleições 2014eleições 2014 rjtropas federaistse

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas