Rui Falcão fala em levar campanha para escolas, bancos e porta de fábrica. Partido ainda aposta em militância online

O presidente do PT, Rui Falcão, pediu que os apoiadores do partido aumentem as ações de rua favor da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff . A petista perderia para Marina no segundo turno, segundo as últimas pesquisas do Ibope e do Datafolha.

Ibope: Dilma vai a 37%, Marina a 33% e Aécio cai para 15%

Datafolha: Dilma sobe para 35%, Marina fica em 34% e Aécio cai para 14%

"Vamos conversar com toda a direção nacional sobre as mudanças das últimas semanas e principalmente fazer um chamamento à mobilização de campanha de rua, porta de fábrica, escolas, bancos. Além disso, vamos responsabilizar cada dirigente para visita aos estados nesta reta final da campanha", disse Rui Falcão nesta sexta-feira (5), em São Paulo, onde a cúpula do PT está reunida.

Mais pesquisa: Marina tem 42% das intenções de voto em SP, aponta Datafolha

Segundo Falcão, o evento também tem o objetivo de apresentar aos integrantes da cúpula do partido as informações mais recentes sobre a candidatura.


O PT também aposta no trabalho da militância online, onde conta com cerca de 2 mil a 3 mil blogueiros voluntários, nas contas de um integrante da direção nacional do partido.

Segundo o integrante, desde que Dilma e o candidato do PSDB, Aécio Neves, começaram a atacar Marina, as menções negativas à senadora nas redes sociais chegaram a 80% das monitoradas pelo PT

No fim do dia, em outro evento em São Paulo, o ex-presidente Lula falará a candidatos do PT.

Antes favorita, Dilma está tecnicamente empatada com Marina Silva (PSB). No primeiro turno, a presidente tem 35% das intenções de voto, contra 34% da ex-senadora, segundo pesquisa Datafolha feita entre 1 e 3 de setembro. No segundo turno, Marina venceria por 46% a 39%. O Ibope mostra cenários semelhantes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.