Presidenciável fez críticas a concorrente do PSB durante o seu programa eleitoral e a chamou de 'metamorfose ambulante'

Reuters

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves , aproveitou seu programa eleitoral na TV na noite desta quinta-feira para repetir declarações sobre o que chama de contradições da presidenciável Marina Silva (PSB), apontadas por ele há dois dias em entrevista em São Paulo.

Leia mais: Aécio diz que já esteve mais confortável e ataca propostas de Marina

“É importante que nós compreendamos de maneira muito clara qual a Marina que efetivamente está disputando essas eleições", afirma Aécio na propaganda.


"Eu me lembro que eu, ainda líder partidário na Câmara dos Deputados, defendi a Lei de Responsabilidade Fiscal, não para atender interesses do PSDB, mas para atender aos interesses dos cidadãos brasileiros… onde estava Marina? No PT, votando contra a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse o tucano.

Datafolha: Dilma sobe para 35%, Marina fica em 34% e Aécio cai para 14%

Aécio criticou ainda a atitude da candidata à época do mensalão, esquema de compra de apoio político ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando era ministra do Meio Ambiente.

“Tempos depois veio o escândalo do mensalão… onde estava Marina? Ministra de Estado. Se indignou? Pediu para sair? Não. Continuou como ministra de Estado. Nos brindou com um obsequioso silêncio.”

Ibope: Dilma vai a 37%, Marina a 33% e Aécio cai para 15%

Apontando contradições entre suas propostas e suas antigas posições, Aécio voltou a classificar a candidata do PSB como uma "metamorfose ambulante".

“Vejo Marina quase que como uma metamorfose ambulante, trocando de posições ao sabor das circunstâncias”, disse o tucano, repetindo quase que literalmente as declarações dadas na terça-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.