Há um mês, presidente licenciado da Fiesp tinha 11%; governador teve a primeira queda desde então

Paulo Skaf (PMDB) , presidente licenciado da Fiesp, avançou mais três pontos na disputa pelo governo de São Paulo e chegou a 23% das intenções de voto, segundo o Ibope. Geraldo Alckmin (PSDB) sofreu a primeira queda, para 47%, mas ainda venceria no primeiro turno. Alexandre Padilha subiu pela primeira vez, e atinge 7%.

A pesquisa, realizada entre 30 de agosto e 1º de setembro, foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de São Paulo. Foram ouvidas 1.806 pessoas em 87 cidades do Estado. A margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%.

Eleições 2014: Acompanhe a cobertura completa

Skaf já havia registrado um aumento de 9 pontos percentuais - de 11% para 20% - entre as pesquisas do final de julho (dias 26 e 28) e do final de agosto (dias 23 e 25). Nesse período, Alckmin permaneceu estável em 50%.

O candidato do PMDB vem usando o seu horário eleitoral na TV para atacar diretamente Alckmin, a quem acusa de governar sem tesão . Nos útlimos dias, o tucano também subiu o tom, ressaltando as ligações de Skaf com Luiz Antônio Fleury Filho (PMDB), ex-governador de São Paulo e coordenador da campanha do pemedebista, e Paulo Maluf (PP). 

Alexandre Padilha (PT) , que havia ficado estagnado em 5% entre o primeiro e segundo levantamento conquistou mais dois pontos percentuais e chegou a 7%.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.