Usando o programa de Dilma, o Minha Casa, Minha Vida, candidata do PSB pretende reduzir déficit habitacional

O programa da presidenciável Marina Silva (PSB) prevê a construção de 4 milhões de imóveis em 4 anos por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, segundo Maurício Rands, um dos coordenadores do documento.

Uma das primeiras apresentadas pela campanha de Marina, a meta tem com base uma das principais bandeiras da presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição.

Deputado do PSB:  Programa econômico de Marina tentará tranquilizar mercado

O programa Bolsa Família também foi mencionado na apresentação do projeto de governo do PSB, apresentado nesta sexta-feira (29), em São Paulo.

"Nós vamos manter o programa Bolsa Família e incluir as pessoas que preenchem os requisitos, mas ainda não recebem o benefício”, disse Neca Setúbal, coordenadora do programa de governo de Marina. Neca também revelou que a candidatura tem compromisso com os direitos civis da população LGBT.

O programa, apresentado na tarde desta sexta-feira (29), prevê também a criação de mecanismos de "participação social", uma das ferramentas para estabelecimento do que a campanha tem chamada de "democracia de alta intensidade", mas sem sobrepor o papel do Congresso.

Como Marina já havia adiantado, o projeto de governo de Marina mira destinar 10% da receita bruta do governo para o ministério da Saúde. 

Compromisso de ficar só um mandato

Outro compromisso que Marina reafirmou foi o de não se candidatar à releição em 2018, caso vença as eleições neste. Nas últimas pesquisas Ibope e CNT/MDA, divulgadas nesta semana,  a candidata do PSB aparece vencendo Dilma no segundo turno. ]

"Se ganharmos o governo, eu estou assumindo o compromisso de que será apenas um mandato", declarou  a candidata do PSB. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.