Procuradoria Eleitoral investigará prestação de contas de avião que matou Campos

Por Agência Brasil - | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Procurador-geral eleitoral, Rodrigo Janot, instalou procedimento para verificar como foi feito pagamento do jato

Agência Brasil

A Procuradoria-Geral Eleitoral instaurou nesta sexta-feira (29) procedimento preparatório para investigar a prestação de contas do Partido Socialista Brasileiro (PSB) quanto à utilização da aeronave Cessna 560XL. A queda do avião resultou na morte de sete pessoas, entre elas o então candidato à Presidência da República pelo partido, Eduardo Campos.

O procedimento foi instaurado pelo procurador-geral eleitoral, Rodrigo Janot. Com isso, o Ministério Público Eleitoral deve apurar se o uso do avião respeitava a legislação eleitoral em relação à prestação de contas parcial quanto à arrecadação e gastos envolvidos na campanha.

Mais sobre o caso:
“Não tinha qualquer informação”, afirma Marina ao JN sobre compra ilegal de jato
Avião que matou Campos pode ter sido comprado por empresas fantasmas, diz TV

Movimentação no local da queda da aeronave do candidato PSB, Eduardo Campos. (14/08). Foto: delamonica/Futura PressMovimentação no local da queda da aeronave do candidato PSB, Eduardo Campos. (14/08). Foto: delamonica/Futura PressMovimentação no local da queda da aeronave do candidato PSB, Eduardo Campos. (14/08). Foto: delamonica/Futura PressMovimentação no local da queda da aeronave do candidato PSB, Eduardo Campos. (14/08). Foto: delamonica/Futura PressMovimentação no local da queda da aeronave do candidato PSB, Eduardo Campos. (14/08). Foto: delamonica/Futura Press Local da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08).. Foto: delamonica/Futura PressLocal da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08).. Foto: delamonica/Futura PressLocal da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08).. Foto: delamonica/Futura PressLocal da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08).. Foto: delamonica/Futura PressViaturas da Polícia Federal realizam a segurança na porta do IML, na manhã desta quinta-feira. (14/08). Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press Local da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08).. Foto: delamonica/Futura Press Local da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08).. Foto: delamonica/Futura Press Local da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08).. Foto: delamonica/Futura Press Local da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08).. Foto: delamonica/Futura PressSoldados do Exército recuperam objetos da aeronave de Eduardo Campos em Santos (13/08). Foto: delamonica/Futura PressImagens do acidente que matou o candidato Eduardo Campos no litoral paulista (13/08). Foto: Fotos PúblicasImagens do acidente que matou o candidato Eduardo Campos no litoral paulista (13/08). Foto: Fotos PúblicasImagens do acidente que matou o candidato Eduardo Campos no litoral paulista. Foto: Fotos PúblicasImagens do acidente que matou o candidato Eduardo Campos no litoral paulista (12/08). Foto: Fotos PúblicasProfissional do IML busca restos mortais em casas atingidas pela aeronave, em Santos (13/08). Foto: Nara Assunção/ Jornal BoqnewsMoradores observam estragos após queda de jato particular, que matou Campos, em Santos (13/08). Foto: Nara Assunção/ Jornal BoqnewsBombeiro recolhe possível destroço de aeronave que caiu nesta terça-feira (13/08). Foto: Nara Assunção/ Jornal BoqnewsSoldados do Exército recuperam objetos da aeronave de Eduardo Campos em Santos (13/08). Foto: delamonica/Futura PressSoldados do Exército recuperam objetos da aeronave de Eduardo Campos em Santos (13/08). Foto: delamonica/Futura PressSoldados do Exército recuperam objetos da aeronave de Eduardo Campos em Santos (13/08). Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressMovimentação de bombeiros na região onde caiu a aeronave de Eduardo Campos. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressMovimentação de bombeiros na região onde caiu a aeronave de Eduardo Campos. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressMovimentação de bombeiros na região onde caiu a aeronave de Eduardo Campos. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressMovimentação de bombeiros na região onde caiu a aeronave de Eduardo Campos. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressSoldados do Exército recuperam objetos da aeronave de Eduardo Campos em Santos (13/08). Foto: delamonica/Futura PressFoto do piloto Marcos Martins com a mulher Flávia e o filho. Foto: ReproduçãoPiloto Marcos Martins na estátua de Padre Cícero, em Juazeiro do Norte (CE). Foto: ReproduçãoPágina da rede social do piloto Martins exibia imagens do jato que caiu em Santos. Foto: ReproduçãoO fotógrafo Alexandre Severo também morreu no acidente que matou Campos em Santos (13/08) . Foto: Reprodução/InstagramAssessor Carlos Augusto Leal Filho e o cinegrafista Marcelo Lyra morreram no acidente (13/08) . Foto: Reprodução/InstagramEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura PressEstragos causados pela queda da aeronave do candidato do PSB, Eduardo Campos em Santos (13/08) . Foto: delamonica/Futura Press Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos  (13/08) . Foto: Futura Press Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Futura Press Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Futura Press Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Futura Press Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Futura Press Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Futura Press  Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Futura Press  Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Futura Press  Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Reprodução  Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Reprodução  Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos (13/08)  . Foto: Reprodução internet

Segundo a procuradoria, um dos pedidos é para que o comitê de campanha do PSB apresente a documentação que comprove a movimentação financeira para a utilização da Cessna 560XL na campanha presidencial. O partido terá de encaminhar ao PGE os recibos eleitorais que comprovam a prestação de contas parcial, prevista na Resolução 23.406/2014 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A procuradoria também pede que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informações sobre a propriedade da aeronave utilizada na campanha presidencial de Campos, assim como sobre os registros de voo desde maio e do custo médio de locação de uma aeronave do mesmo modelo.

A PGE aponta várias reportagens divulgadas pela imprensa sobre a utilização de recursos provenientes de empresas fantasmas na compra do Cessna 560XL efetuada pela AF Andrade, proprietária do avião.

A procuradoria diz que documentos entregues à Polícia Federal pelos representantes da AF Andrade informam que a aeronave teria sido vendida para três empresários pernambucanos, parcelada em 16 depósitos bancários. No entanto, o uso da aeronave por Campos não foi informado pelo partido ao TSE.

O prazo inicial de duração do procedimento é 60 dias, permitidas prorrogações sucessivas, de acordo com a necessidade de dar continuidade à investigação iniciada. A Agência Brasil entrou em contato com a assessoria do partido. Ainda não há um posicionamento sobre a questão.

Leia tudo sobre: Eleições 2014morte de Campos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas