Candidato do PT ao governo de São Paulo criticou Geraldo Alckmin por não criar uma CPI para investigar cartel de trens

Alexandre Padilha (PT) atacou Geraldo Alckmin em debate no SBT
Rodrigo Petterson/ Analítica
Alexandre Padilha (PT) atacou Geraldo Alckmin em debate no SBT

O candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, criticou a postura do atual governador e adversário, Geraldo Alckmin (PSDB), por não criar uma CPI para investigar o suposto cartel dos trens e metrô de São Paulo.

"O governo não permite apuração. Essa é a prática do PSDB. Eles escondem a corrupção para debaixo do tapete e quando alguém é indiciado, como foi o ex-conselheiro Robson Marinho, o PSDB premia, como a pessoa indicada. Eles colocaram a raposa vitalícia para cuidar do galinheiro", disse Padilha, na saída de um debate com os adversários, na capital paulista, na última segunda-feira (25). 

Debate agressivo : Alckmin ataca Dilma e recebe ataques de Skaf e Padilha

Marinho, que é suspeito de receber propina da empresa Alstom, está afastado do cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado desde o último dia 12 por decisão judicial. E foi chefe da secretaria da Casa Civil no governo Mário Covas (PSDB). 

O petista aproveitou ainda para citar o resultado da CPI dos Pedágios, que teve o relatório divulgado na própria segunda.

"[O relatório da CPI dos pedágios] está mostrando que a elevação dos preços dos pedágios foi acima daquilo que está estabelecido nos próprios contratos que o próprio PSDB fez", apontou Padilha. 

Questionado sobre a investigação do cartel dos trens na Assembleia Legislativa, Alckmin desconversou. "Assembleia legislativa é totalmente autônoma. É outro poder".

A CPI no começo deste mês não foi instalada por falta de deputados suficientes. Uma investigação mista foi instaurada no Congresso Nacional no último dia 6. A próxima reunião está agendada para o próximo dia 2. Na ocasião, devem ser escolhidos os congressistas que vão assumir a presidência e a relatoria da comissão.

O debate em que Padilha, Alckmin e outros cinco candidatos participaram foi promovido pelo SBT, pela Folha de S. Paulo, pelo UOL e pela Jovem Pan na última segunda.

Veja também : Alckmin, Skaf e Padilha são contra o uso de máscaras em protestos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.