Nova avaliação médica do candidato à reeleição ao governo paulista, internado desde sexta-feira, será feita às 17 horas

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin , continua no hospital neste sábado (23) após ter sido internado na sexta-feira (22) no Instituto do Coração (InCor) após apresentar infecção intestinal.

Sexta: Geraldo Alckmin é internado em São Paulo

Mirando 2018: Alckmin vira 'picolé de pimenta' com forte articulação política

De acordo com a assessoria de campanha do governador, que concorre à reeleição nas eleições de outubro, a decisão sobre sua participação em um debate previsto para esta noite na Rede Bandeirantes só será tomada após uma avaliação médica no fim da tarde deste sábado.

O boletim médico divulgado pelo InCor no início da tarde informa que o governador segue tratando de uma "infecção intestinal causada por bactéria (ileíte bacteriana aguda), com manutenção de atividade inflamatória".

De acordo com nota, Alckmin recebe antibióticos na veia e analgésicos. Uma nova avaliação clínica será feita às 17h. A equipe que cuida do governo é liderada pelos médicos David Uip (secretário estadual de Saúde), e Flair José Carrilho, gastroenterologista.

Segundo os assessores, Alckmin sentiu indisposição por volta das 13h após cumprir agenda pública na capital paulista. No final da tarde, às 16h, foi levado ao hospital e diagnosticado com infecção intestinal. De acordo com a assessoria, o quadro "não apresenta gravidade".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.