Candidato do PMDB ao governo paulista disse que administração Alckmin não fez obras necessárias

Ao responder uma pergunta do candidato Walter Ciglioni (PRTB) no debate da TV Bandeirantes neste sábado (23), Paulo Skaff (PMDB) atacou a maneira que o governador e candidato à reeleição Geraldo Alckmin (PSDB) tem tratado da crise hídrica e a ameaça de falta de água em São Paulo.

Skaf disse que a crise hídrica não é um problema de falta de chuva, mas um problema de má gestão e falta de investimentos do governo Alckmin e do PSDB, que há 20 anos governa o estado de São Paulo.

“Há um desperdício. A cada três trilhões de água retirados, um trilhão fica no caminho. Faltou investimento, obras, acabar com o desperdício, investimentos na captação e reservatório”, disse Skaf. O peemedebista ainda criticou a Sabesp, estatal responsável pelo fornecimento de água em grande parte de São Paulo.

"A Sabesp cobra água e esgoto desses bairros. A obrigação do governo é garantir esses serviços", afirmou Skaf.

Mais do debate: 
Padilha diz que PSDB e Alckmin convivem há 20 anos com corrupção no metrô
'PT não estará no meu palanque', diz Skaf em primeiro debate com concorrentes



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.