Posto de saúde distribui água mineral. Vendedores ambulantes aproveitam a multidão para vender salgadinhos

Pelo menos 20 pessoas que foram ao velório do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos , no centro do Recife, precisaram ser socorridas depois de passarem mal.

Leia mais: Pernambucanos se despedem de Eduardo Campos no Recife

Acidente aéreo: Morre Eduardo Campos, candidato do PSB à Presidência

A estimativa é do Corpo de Bombeiros, que espera ter o balaço final de socorridos por volta das 16h. De acordo com ele, os enfermeiros conferem os sinais vitais do paciente e aplicam soro quem é diagnosticado com pressão baixa. “Muito chegaram cedo demais, ficaram toda manhã sem comer nada de baixo do sol quente.”, diz o socorrista Leonardo.

É o caso da professora Claudiene Conceição Nunes (60), que emocionada precisou ser socorrida. “Cheguei às dez horas, fiquei muito sentida com o que houve. Vou ter de ir embora, mas vou tentar ficar mais um pouquinho, na sombra.”

Para prevenir novos atendimentos, o posto de saúde montado perto da Praça da República, onde se concentra a maioria dos populares, passou a distribuir copos de água mineral.

Comércio

Enquanto algumas pessoas passam mal por causa da aglomeração, outras aproveitavam. O ambulante Rozinaldo Inaldo (27) chegou para o velório às 8h30 com pacotes de pipoca doce e salgadinho a R$ 1 cada. “Vendi 200 até agora. Vou ficar até o enterro”, comemora.

Menos sorte teve José Francisco da Silva (64), vendedor de amendoim, castanha de caju e ovos de codorna. “Estou aqui desde as 8h e só vendi R$ 10 até agora.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.