Assessor Pedro Valadares era um dos passageiros do vôo

No início da manhã de sábado (16), parentes das seis pessoas que morrem no mesmo acidente de avião que também vitimou o candidato à presidência pelo PSB, Eduardo Campos, aguardavam informações sobre a liberação dos corpos no Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo.

Parenta próxima do assessor de campanha Pedro Valadares, Dinah Calazans Martins, esteve no local, acompanhada de dois outros familiares, trazendo flores brancas: "ele era um menino maravilhoso”. Dinah disse ainda que o irmão de Pedro está no IML, aguardando a conclusão do trabalho dos peritos.

No final da manhã, chegaram ao IML o prefeito de Recife, Geraldo Julio (PSB-PE), o deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG) e também a mãe do fotógrado Alexandre Severo, morto no acidente. 

Na noite de sexta-feira (15), o IML de São Paulo divulgou uma nota confirmando que os primeiros resultados dos exames de DNA das vítimas do acidente aéreo que matou o candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB) ficam prontos no sábado.

Segundo a nota, o perfil genético de seis vítimas, entre elas o presidenciável, já estava pronto. São 50 peritos trabalhando no caso, 10 deles especialistas em DNA pelo Instituto de Criminalística.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.