As imagens obtidas pelos aparelhos serão usadas para fazer uma reconstituição do local da queda da aeronave em Santos

Local da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08)
delamonica/Futura Press
Local da queda da aeronave do candidato Eduardo Campos em Santos (14/08)

Os trabalhos no local da queda do avião que levava o candidato à Presidente Eduardo Campos (PSB) seguem intensos e agora os peritos também usam drones para fazer imagens e mapear a área. 

Caixa-preta não gravou diálogos do voo de Eduardo Campos, diz Aeronáutica

Segundo porta-voz da PM, a Polícia Federal irá trabalhar em três frentes no local do acidente, no bairro do Boqueirão, em Santos, no litoral de São Paulo. As frentes são: reconhecimento de vítimas, desastre aéreo e mapeamento em 3D. 

Mais sobre o caso: IML confirma que terá primeiros resultados de DNA no sábado

Os drones vão capturar imagens para ajudar nesse mapeamento. Além disso, todo o material obtido será usado, posteriormente, para uma reconstituição. 

E também: Defesa Civil libera 11 dos 13 imóveis interditados após queda de avião

A aernovane que levava Eduardo Campos e mais seis pessoas do Rio de Janeiro para o Guarujá caiu em Santos na manhã de quarta-feira (13). Todos os integrantes do avião morreram no acidente e os restos mortais foram enviados ao IML de São Paulo. 

A previsão é que Eduardo Campos seja enterrado no domingo. As investigações continuam para apontar a causa do acidente. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.