Decisão sobre substituição de Campos será "ao seu exclusivo critério", diz PSB

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Partido divulgou nota a respeito da candidatura do partido à Presidência, que ficou vaga com morte de Eduardo Campos

iG São Paulo
Roberto Amaral, presidente do PSB

A direção do PSB informou em comunicado nesta quinta-feira (14) que "tomará, quando julgar oportuno, e ao seu exclusivo critério, decisões pertinentes à condução do processo político-eleitoral".

A nota foi assinada por Roberto Amaral, que era vice-presidente nacional do PSB, mas agora ocupa a presidência, que ficou vaga com a morte de Eduardo Campos, num acidente aéreo em Santos (SP). Campos também era o candidato do partido à Presidência da República.

Vídeo: Pensar agora no substituto seria desonrar Campos, diz dirigente do PSB 

Pela legislação eleitoral, o PSB e os partidos que integram sua coligação têm prazo de 10 dias para indicar um novo candidato.

Veja  o comunicado do PSB na íntegra: 

"Comunicado Partido Socialista Brasileiro

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) está de luto pela trágica morte de seu Presidente Nacional, Eduardo Henrique Accioly Campos, ocorrida em 13 de agosto de 2014. Recolhe-se, neste momento, irmanado com os sentimentos dos seus militantes e da sociedade brasileira, cuidando tão somente das homenagens devidas ao líder que partiu.

A direção do PSB tomará, quando julgar oportuno, e ao seu exclusivo critério, as decisões pertinentes à condução do processo político-eleitoral.

Roberto Amaral
Presidente Nacional do PSB"

*Com informações da Reuters 

Leia tudo sobre: Eleições 2014morte camposPSBMarina SilvaEduardo CamposCampos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas