"Eduardo era um dos maiores representantes da boa política", afirma Aécio Neves

Por iG São Paulo - | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Tucano destacou convivência e prestou condolências à família de Campos, morto em acidente aéreo na cidade de Santos (SP)

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou que a morte do adversário Eduardo Campos, do PSB, significa a perda de um dos maiores representantes do que chamou de "boa política".

"Eduardo era um dos mairoes representantes da boa política, e essa triteza é muito maior para aqueles que conviveram com o Eduardo", disse Aécio, no fim da tarde desta quarta-feira (13), em São Paulo.

O tucano ressaltou ter convivido com Campos, que foi governador de Pernambuco ao mesmo tempo em que Aécio governava Minas Gerais.

Dilma Rousseff e Eduardo Campos durante vistoria às obras do lote 13 e do canal de aproximação do Rio São Francisco. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR Reunião com Campos e Fernando Coelho. Foto: Palácio do PlanaltoDilma Rousseff, Lula e Eduardo Campos, durante a campanha de 2012. Foto: DivulgaçãoCampos rompeu com o governo neste ano e foi oficializado candidato do PSB à Presidência em junho (28/6). Foto: Humberto PraderaEduardo Campo e Marina Silva registram candidatura à Presidência (3/7). Ele deixou o governo de Pernambuco em abril deste ano. Foto: Reprodução/Facebook oficial PSBMaterial de campanha de Eduardo Campos, candidato à Presidência. Marina Silva era a vice em sua chapa. Foto: Ueslei Marcelino/ReutersCampos comemora aniversário de 49 anos durante caminhada de campanha em Arapiraca- AL.   (8/8/2014). Foto: PSBEduardo Campos foi eleito governador de Pernambuco em 2006 e reeleito em 2010. Foto: Ana Carolina Dias, iG PernambucoO governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, veio a São Paulo para encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto LulaEduardo Campos postou uma imagem ao lado do pai, Maximiano Campos, no dia dos pais. Foto: Facebook/Eduardo CamposEduardo Campos e a família durante missa. Ele deixa mulher e cinco filhos  (10/8). Foto: Facebook/Eduardo CamposEduardo postou na sua página no Facebook uma foto no nascimento de seu filho. Miguel nasceu com síndrome de down (29/1/2014). Foto: Facebook/Eduardo CamposEduardo Campos ao lado da família. Foto: ReproduçãoAo lado de Lula, Campos e a família velam o corpo de Miguel Arraes, avô do político, em Recife (14/8/2005). Foto: Ricardo Stuckert/PRCampos comemora com governadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP) e com Lula a escolha do Brasil como sede da Copa (Zurique - 30/7/2007). Foto: Ricardo Stuckert/PRLula cumprimenta Eduardo Campos, que assume como ministro de Ciências e Tecnologia (23/1/2014). Foto: Ricardo Stuckert/PRCampos foi aliado de Lula durante seu governo e seguiu ao lado do PT até meados de 2013. Foto: Ricardo Stuckert/PREduardo Campos, ministro de Ciências e Tecnologia (2004), conversa com José Dirceu, ministro da Casa Civil na época. Foto: José Cruz/ABr Eduardo Campos, presidente do PSB e governador de Pernambuco (2006-2010), acompanha discurso do ministro da Educação Aloizio Mercadante. Foto: Antonio Cruz/ABrLula, na época Presidente, recebe governadores, entre eles Eduardo Campos, que comandou Pernambuco de 2006 a 2014. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

"O fato de estarmos em partidos diferentes nunca impediu que conversássemos sempre sobre aquilo que interessa ao Brasil."

Campos, de 49 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (13) quando o avião em que viajava do Rio de Janeiro para o Guarujá, no litoral paulista, caiu na cidade de Santos, também no litoral, após um pouso frustrado. As causas do acidente ainda são desconhecidas.

Leia também: Ele morreu lutando pelo que acreditava, diz irmão de Eduardo

Aécio prestou condolências à família de Campos – além da mulher, Renata, o candidato deixa cinco filhos, o mais novo nascido no início deste ano. 

"O pensamento de toda a minha família é voltado para eles", afirmou o tucano. "Perde a política brasileira, mas a sua família é que precisa de nossas orações, nossa força."

Aécio cancelou todos os compromissos de campanha – assim como fizeram Dilma Rousseff (PT) e Pastor Everaldo (PSC), também candidatos – sem data para retomá-los.

"É um homem público valoroso, um homem público especial e um grande amigo."

Marina: "A imagem que quero guardar de Campos é a da despedida"

Além de Campos, morreram no acidente o assessor Carlos Augusto Leal Filho, o chefe de gabinete no governo de Pernambuco, Pedro Valladares Neto, o cinegrafista Marcelo Lira, o fotógrafo Alexandre Severo e o piloto Marcos Martins e o copiloto Geraldo M. P. da Cunha. . Eles não foram citados no discurso de Aécio.

Leia abaixo a nota publicada na página de Aécio no Facebook:

É com imensa tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou o ex-governador e meu amigo Eduardo Campos. O Brasil perde um dos seus mais talentosos políticos, que sempre lutou com idealismo por aquilo em que acreditava.  A perda é irreparável e incompreensível. Nesse momento, minha família e eu nos unimos em oração à família de Eduardo, seus amigos e a milhões de brasileiros que, com certeza, partilham a mesma perplexidade e pesar. -




compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas