Ex-governador de Pernambuco de 49 anos estava em jatinho particular que caiu em Santos na manhã desta quarta-feira

Agência Brasil

 O vice-presidente da República, Michel Temer, manifestou pesar pela morte do candidato à presidência da República, Eduardo Campos, devido a queda da aeronave na manhã de hoje (13). Na conta pessoal do Twitter, Temer disse que “não há palavras para descrever a tragédia que se abateu sobre a política brasileira” e registrou que Campos foi um político de princípios e valores.

Morre Eduardo Campos, candidato do PSB à Presidência, em acidente de aeronave

Morte de Campos: Partido tem 10 dias para apresentar novo candidato ao TSE

Acidente: Aeronave cai em Santos na manhã desta quarta-feira

“Eduardo Campos era um político de princípios e valores herdados de sua família e levados com dignidade e honra por toda sua trajetória no Parlamento e no Executivo. Assim como todo o país, estou chocado com este acidente e com as perdas para amigos e familiares”, escreveu Temer. O vice-presidente desejou, também, conforto aos parentes de Eduardo Campos.

Rede: Marina não estava no avião

Veja vídeos: Acidente aéreo mata o candidato Eduardo Campos

Michel Temer e o ministro da Casa Civil, Aloízio Mercadante, embarcam nesta tarde para Santos, cidade onde ocorreu o acidente, para acompanhar os trabalhos.

A aeronave que transportava Campos caiu por volta das 10h. De acordo com o Comando da Aeronáutica, o Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). O avião estava com o certificado de aeronavegabilidade e a inspeção anual de manutenção em dia. Quando se preparava para pouso, a aeronave arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com o avião. Marina Silva, vice na chapa de Eduardo Campos, não estava na aeronave.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.