Gravador de voz será levado até Brasília para a transferência de dados; queda de jato particular matou presidenciável e equipe

Agência Brasil

O gravador de voz da aeronave onde estava o candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, já foi encontrado. A caixa-preta, como o equipamento é conhecido, será transportada para Brasília, onde será feito download dos dados e a degravação para apoiar futuras investigações. 

Saiba mais: Leia todas as notícias sobre a morte de Eduardo Campos

Veja imagens da tragédia em Santos:

De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), dez investigadores do órgão estão no local, mas não há previsão para terminar o trabalho. Além da investigação da polícia, que apura as causas e eventuais culpados pelo acidente, o Cenipa apura os fatores do acidente para futuramente emitir recomendações e prevenir novos eventos e melhorar a segurança.

Entrevista: Pensar agora no substituto seria desonrar Campos, diz dirigente do PSB

Vice de Campos:  Gravação tira Marina Silva de voo que matou ex-governador

"Ele morreu lutando pelo que acreditava", diz irmão de Eduardo Campos

Segundo o Comando da Aeronáutica, a aeronave decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá, no litoral paulista. Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.

A Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente. Além de Campos, seis pessoas morreram no acidente, ocorrido na manhã desta quarta-feira em Santos, no litoral de São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.