Skaf parodia “Lepo Lepo” para criticar Alckmin e racionamento de água

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Candidato peemedebista publicou em rede social um vídeo que diz: "Cantareira secou de verdade, vou tomar banho no Tietê"

Hit absoluto do último carnaval baiano, a música “Lepo Lepo” foi usada por Paulo Skaf, candidato do PMDB ao governo de São Paulo, para criticar a postura do governador e candidato á reeleição Geraldo Alckmin (PSDB) diante da crise hídrica no Estado.

Publicado no perfil no Facebook do candidato, o vídeo traz o grupo MP7 interpretando uma família afetada pela falta d’água em São Paulo. Os cantores já haviam ficado famosos na internet com uma versão em coro de “Lepo Lepo”, cantada originalmente por Márcio Vitor, vocalista da banda Psirico.

No vídeo, uma das cantoras carrega uma bacia de roupa suja na cabeça, uma colega dela aparece de toca de banho e roupão. Cantando novamente a capela, o MP7 faz menção ao fato de Alckmin e o PSDB estarem há muitos anos no governo paulista.

"A água está acabando, está acabando e o problema aumentando e eu não sei o que fazer. O culpado já está aí há 12 anos e não soube resolver. A Cantareira secou de verdade, vou tomar banho no Tietê", diz o início da parodia.

A paródia prossegue cantando que o racionamento já acontece no estado: "No meu chuveiro não cai nenhuma gota, já não lavo minha roupa, não sei mais o que fazer. Não tenho água, não chega perto que está difícil minha situação. Vou tomar banho de caneco, cansei de lero, de promessa, quero Skaf, Skaf para fazer direito”.

Mais: Skaf usa "sabe de nada, inocente" para ironizar chance de apoio ao PT em SP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas