Apesar de instalada, CPMI do Metrô só iniciará trabalhos em setembro

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Senador indicado pelo PMDB para presidência da comissão não compareceu; reunião decidirá nome para cargo no dia 02

Divulgação
Indicado pelo PMDB para presidência, senador João Alberto Souza não compareceu a reunião

Como era previsto, a instalação da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) que investigará denúncias de cartéis agindo no Metrô de São Paulo e Distrito Federal ocorreu nesta quarta-feira (6). No entanto, diferente do esperado, ela só terá o início de seus trabalhos no próximo mês, mais precisamente em 2 de setembro, para quando foi convocada uma reunião para indicar presidente e vice-presidente da comissão.

O motivo apontado para o adiamento do início dos trabalhos da CPMI foi a ausência do senador João Alberto Souza, indicado ao cargo pelo PMDB, partido com preferência à vaga. Segundo a secretaria da CPMI, ele faltou porque estava viajando, o que impediu o início dos trabalhos no Congresso Nacional.

Por ser o mais idoso entre os legisladores, Eduardo Suplicy (PT) comandou a sessão desta quarta-feira. É dele a assinatura no documento em que é convocada a nova reunião para o próximo mês.

Leia também:
Renan cria CPMI do Metrô e pede nomes para CPMI exclusiva da Petrobras

Leia tudo sobre: cpmi metrôsuplicypolíticacartéis no metrô

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas